OPINIÃO

Que tipo de feminista é você?

26/06/2015 11:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

2015-06-26-1435286825-5161793-3683753142_4f1571a8f6_o.jpg

Imagem: Flickr/Creative Commons

Hoje eu fiz algo que não é do meu feitio: fugi de uma discussão. Um colega de me perguntou em público que tipo de feminista eu era. Eu havia acabado de recriminar um outro colega por um comentário machista. Havia uma dúzia de homens olhando, apenas duas meninas. "Você se considera feminista? Que tipo de feminista é você?". Eu olhava para aquele bando de caras esperando minha resposta e só conseguia pensar IT'S A TRAP! É UMA CILADA, BINO! Não importaria o que eu dissesse, iriam sacanear de alguma forma, me deixar nervosa, intimidada e incapaz de responder à altura. Fiquei em silêncio.

Mas depois ele veio em particular e disse que realmente queria saber. Vamos à resposta para o caro colega. Que tipo de feminista eu sou?

Uma feminista que não quer igualdade, quer equidade

As mulheres estão em desvantagem há séculos. É hipocrisia falar em direitos iguais. Quero direitos equivalentes! Quero justiça, salários iguais por trabalhos semelhantes, não serviço militar obrigatório (esse argumento sempre me dá vontade de vomitar)! Acabar com o preconceito de gênero requer muito esforço, precisaremos de todo empurrãozinho possível.

Uma feminista que ama os homens

Não dá pra dizer que não existam haters e extremistas no feminismo. Talvez algum trauma justifique, mas isso não é regra. Não acho que ódio e opressão devam ser combatidos com mais ódio. Não sou essa feminista. Não odeio os homens. Só odeio os machistas.

Uma feminista que ama a pessoa trans

Não sou TERF, nem as apoio. Jamais. TERF é um acrônimo para Trans Exclusionary Radical Feminists (Feministas Radicais Trans-Excludentes). Não faz sentido lutar por uma minoria excluindo outra. Acho essa linha inadmissível.

Uma feminista que faz quadradinho de 4

Uma feminista que compra lingerie de renda? Que é passista de Escola de Samba? Que requebra, rebola, vai até o chão? Que faz dieta? O feminismo está diretamente ligado à liberdade da mulher fazer o que bem entender com o próprio corpo. Claro que acabar com objetificação sexual feminina é uma das principais lutas do feminismo. Mas isso não quer dizer esconder o corpo ou sua sensualidade - se a sensualidade faz sentido pra ela. A feminista pode ser sexy, pode dançar do jeito que bem entender, pode vestir a roupa que quiser, que isso não a tornará mais ou menos feminista. Quadril também é poder: ele é seu, você pode mexer o quanto desejar, derrubar quantos paradigmas quiser com ele, e ninguém tem direito de desrespeitá-la por isso.

Uma feminista aterrorizada

Recentemente presenciei uma discussão sobre calça legging. Homens do meu ciclo de convivência diziam que não "deixariam" as respectivas namoradas/esposas usarem calças desse tipo na rua. Esse é o mesmo tipo de homem que acha normal uma mulher ser assediada por estar usando essa ou aquela roupa. E eles estão bem ao meu redor. E é por isso que o feminismo tem que ser incansável e incessante, para que minha filha tenha menos dor de cabeça que eu.

Uma feminista em construção

Uma feminista de verdade não se alia a caras cafajestes, que desrespeitam as mulheres. Também não deve jogar contra outras mulheres, seja qual for o esporte. Estamos no mesmo time. Confesso que esse é meu maior desafio. Já fiz muitas coisas das quais me arrependo e estou trabalhando para não escorregar mais.

VEJA TAMBÉM:

Mulheres brasileiras que arrebentam nos quadrinhos