OPINIÃO

Fechada pra balanço

19/05/2015 18:25 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

2015-05-19-1432055932-8656543-317680451_699c22bace_o.jpg Img: Flickr/Creative Commons

Já repararam que toda vez que dizem a uma mulher recém-separada que ela precisa refazer a própria vida, estão sugerindo que ela deve entrar num novo relacionamento? Esses dias, ao dizer mais um vez que preferia ficar em casa a sair, ouvi de uma amiga em tom de reprovação: "Thaís, enquanto você fica aí se escondendo, a vida está acontecendo lá fora!". Espera, mas a vida também está acontecendo aqui dentro!

A vida real, que acontece lá fora, aqui dentro e em todo lugar, não é o último capítulo de uma novela, em que o "final feliz" necessariamente está ligado a viver um romance. Aliás, essa visão de amor romântico, de depender de outra pessoa para se sentir completa, é a razão número 1 do insucesso dos relacionamentos e da insatisfação com a vida de modo geral. Então vamos a alguns pontos:

Quer refazer a sua vida? Faça você mesmo

Depender de outra pessoa para refazer a própria vida só faz com que ela seja novamente destruída caso a tal pessoa não corresponda às suas expectativas. Vira um círculo vicioso.

Veja também: Momento difícil? Sinta-se melhor em 10 passos

Final feliz não existe

Primeiro porque nunca há um final. Tudo está em constante transformação, sempre há novos desafios, estresses, tristezas e decepções. Momentos felizes permeiam isso tudo. E um relacionamento estável está bem longe de ser o pote de ouro no final do arco-íris. A busca pelo progresso e pelo bem-estar é constante. E você pode ou não ter boas companhias nessa eterna função, mas tê-las não é necessariamente um atalho.

Você vive para quê?

O que é felicidade pra você? Um conjunto de bens materiais a conquistar? Namorar, noivar, casar, ter um filho? O ideal folhetinesco de dever cumprido e felicidade eterna é irreal. E os consultórios de terapeutas ficarão cada dia mais cheios enquanto fizermos nossas meninas e meninos acreditarem que têm essa série de metas a serem cumpridas pra chegarem à tal felicidade. Essa receita está falida. É preciso reinventar-se...

O segredo é descobrir o que te move

Não quem, mas o que. O que te traz satisfação pessoal? O que te motiva? Arte? Música? Esporte? Seu trabalho? Já experimentou ensinar outras pessoas? Ajudá-las? Qual seu projeto de vida?

Ter um par para dividir suas provações e suas vitórias é lucro do caminho, não deve ser o objetivo principal. Submeter-se a qualquer coisa para não ficar sozinha não vai levar você a canto algum. Por isso, eu me declarei fechada para balanço, como na imagem. E meu objetivo é balançar cada vez mais alto! Com ou sem alguém no balanço ao lado.