OPINIÃO

5 resoluções de Ano-Novo para NÃO fazer

31/12/2016 10:50 -02 | Atualizado 31/12/2016 10:50 -02
Tetra Images via Getty Images
Close up of man's hand writing New Years resolution in notebook, studio shot

Eu amo o Natal. Amo tanto que, se deixasse, eu sairia com piscas-piscas enrolados no pescoço. Amo ver a casa cheia de gente, fazer mil quitutes, ganhar presentes. Mas é só chegar a véspera de Ano-Novo que bate a bad. Fico borocochô, repenso toda minha vida, choro. Tem quem goste e ama todos os rituais supersticiosos para trazer sorte/dinheiro/amor, gastar grana com roupas brancas que custarão a metade do preço la segunda quinzena de janeiro...

Mas, num sei, acho que o motivo dessa minha tristeza tem muito a ver com um misto de medo e expectativa para o próximo ano que tá vindo (leia mais aqui). A gente sente vontade de meter o louco, largar tudo, fazer uma revolução em nossas vidas, sair do marasmo. Mas no fundo, nós sabemos que vai ser bem difícil colocar em prática todas as resoluções que fazemos. Aí o que acontece? A sensação de que falhamos, de frustração...

Pensando nisso, elaborei uma lista de resoluções de Ano-Novo que não vão te causar nenhum dano, pelo contrário:

1. Emagrecer x quilos

11 em cada 10 pessoas já prometeram algo do tipo na virada do ano. É igual começar a dieta toda segunda-feira. Dá uma sensação de que "AGORA VAI". Só que não vai. E porque falhamos? Porque colocamos metas surreais (5 quilos em 3 dias, por exemplo), ou porque nossa vida é tão corrida que não sobra tempo para fazer mil e um potes de marmita, não dá tempo de preparar a própria refeição em casa, não tenho dinheiro sobrando para ir em uma nutricionista...

Fica a dica então: não prometa emagrecer X quilos, prometa tentar fazer escolhas mais saudáveis ou menos piores. Não precisa ser nenhum expert pra saber que refrigerante faz mal e que é melhor pedir um suco de laranja ao invés de uma lata de coca-cola. Quando fazemos escolhas inteligentes na hora de comer, emagrecemos sem neura e sem estresse.

2. Viajar mais

Sim, eu sei que o sonho da sua vida é aquele mochilão pela Europa. Sei também que essa história de viajar barato é meio balela e não se encaixa na vida de todo mundo. A maioria das pessoas quase não tira férias ou, então, quando tira não dá pra conciliar com as férias dos amigos/família e tudo mais. E tem a questão da grana também, né. Não é todo mundo que se pode dar ao luxo de economizar X reais todos os mêses porque simplesmente não sobra grana nenhuma.

Fica a dica então: não prometa viajar mais, prometa sair para ou visitar lugares diferentes, nem que seja aquele restaurante novo. Pode não ter a mesma emoção de uma viagem para a Europa, mas vai te trazer sensações semelhantes, como aquela vibe boa de novidade.

2016-12-01-1480605474-5224586-giphy.gif

3. Mudar de emprego

Que bom seria poder se formar em alguma coisa, trabalhar na área e ganhar dinheiro com isso. Mas a realidade é bem diferente. Não sei dizer as estatísticas, mas a maioria das pessoas nem teve essa opção de "fazer o que ama X escolher um emprego que paga bem", pois a única opção é "pagar as contas e sobreviver" (leia mais aqui). Então, não se frustre se você está em um emprego que odeia, porque muita gente está na mesma situação que você. Isso não te impede, claro, de buscar outras oportunidades. Só que a coisa não está fácil e pode ser bem difícil mandar o chefe para aquele lugar e ir ser feliz em outro emprego.

Fica a dica então: não prometa mudar de emprego, prometa aprender tudo o que você pode no seu atual emprego e dê o seu melhor. Pode parecer estranho e soar falso, mas mesmo as situações ruins servem para alguma coisa. O emprego pode ser ruim, mas acontece de termos pessoas maravilhosas trabalhando conosco. Então aproveite essas pessoas e aprenda com elas!

4. Arranjar um(a) namorado(a)

Essa é de morrer. Achar alguém não deveria ser um objetivo de vida, mas sim algo que acontecesse naturalmente. Em tempos de Tinder, encontrar uma pessoa bacana parece uma utopia. Sabe aquela história de que o leite só ferve quando saímos de perto da caneca?

Fica a dica então: não prometa arranjar um namorado(a), prometa expandir seu círculo social. Quanto mais pessoas você se permitir conhecer, maiores as chances de esbarrar em alguém legal e que tope compartilhar a vida e alguns bons momentos com você.

5. Ser feliz

Essa me dói o coração porque eu não consigo acreditar em SER feliz, mas sim em ESTAR feliz. São coisas diferentes. Eu estou feliz quando consigo realizar uma tarefa, quando supero algum medo. Posso estar feliz agora e daqui 15 minutos ficar infeliz por conta de alguma notícia, por exemplo.

Fica a dica então: não prometa ser feliz, prometa investir em coisas que te deixam feliz. Porque quando você promete ser feliz, você vai se forçar a sentir só coisas boas, mas a vida não é um mar de rosas e haverão vários momentos de infelicidade.

Mude o foco das resoluções que você fizer e eu te garanto que, no Ano-Novo de 2017 você não vai ficar contaminado com esse sentimento de "não fiz nada do que prometi no ano passado". O sentimento será de "fiz o que pude e o que estava ao meu alcance e estou OK com isso".

Texto escrito por Camila Mazi e originalmente publicado no Superela.

LEIA MAIS:

5 maneiras de conseguir cumprir suas promessas de ano novo

Ter um ano novo vai muito além do calendário

13 tatuagens para superar o close errado que foi 2016