OPINIÃO

7 lances que NÃO vemos nesta Copa... por enquanto

08/06/2014 13:42 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02
MAURO HORITA/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

1. BRASILEIRO ATACANDO O TÉCNICO

Aí ficou tudo muito sem graça. O lance preferido do brasileiro tem sido, ao longo da história, exatamente reclamar do técnico. Por que este e não aquele? O preterido sempre é o melhor ... com ele a vitória seria certa. Mas agora não. Ninguém frustrado. Todo mundo de acordo e dando a maior força para o Felipão. Mesmo sabendo que nenhum técnico que já tinha sido campeão mundial foi campeão novamente quando retornou à seleção. Nem este tabu assustou os torcedores e abalou a moral do técnico. Ele é o cara. Nem teve que recorrer ao famoso Vocês vão ter que me engolir.

2. BRASILEIRO RECLAMANDO DA LISTA DE CONVOCADOS

Outro lance clássico. Mas não: não houve chiadeira. A torcida aprovou a lista de Felipão com louvor. Um ligeiro mal-estar com a convocação do zagueiro Henrique. Alan Kardec também surpreendeu um pouquinho. Ah ... e teve o chororô do Lucas. Só. Nada que causasse o furor do episódio Romário em 2002 e embolasse o meio de campo.

3. JOGADA DE BAD BOY

Então. Ficamos devendo um bad boy desta vez. Não temos entre os canarinhos nenhum jogador que se compare ao italiano Balotelli, ao russo Denisov, a Suárez, a De Jong, da Holanda, ao Pepe, de Portugal, a Gary Medel, a Raul Meireles ou a Daniele De Rossi. Bad boys de carteirinha esses. Perto deles, nossos meninos são uns nerds.

4. TÉCNICO DANDO ENTRADA VIOLENTA NA MÍDIA

Burro. Besta. Cagão. Lembram? O Dunga elogiando o jornalista Alex Escobar, do Sportv, durante entrevista coletiva. Vexame total. Agora, no papel de 'psicólogo' da seleção, Felipão prometeu até usar as críticas da imprensa para motivar os meninos na Copa. Novos tempos. Será?

5. JOGADOR RECLAMANDO DA BOLA

É horrível, horrorosa. Parece aquelas bolas que a gente compra no supermercado. Júlio César, goleiro da seleção brasileira, detonou a Jabulani, bola oficial da Copa 2010. Já a Brazuca, apresentada por Cafu, Seedorf e Hernane, ainda em 2013, está desde então com a bola toda. Sem a rebeldia da Jabulani, que fazia o que queria em campo, Brazuquinha promete se comportar e só ir pra onde mandarem. Aguardemos.

6. CORTE ESDRÚXULO NO CABELO

Esse lance não está rolando também. Temos o David Luiz, com seus cachinhos singelos e corte asa-delta que conferem a ele uma meninice interessante. Neymar barcelonizou seu moicano. Mas, em termos de coisa estranha, não temos nada comparável ao Cebolinha do Ronaldo. Se virem algum cabelo que considerem esdrúxulo, denunciem aqui.

7. ESCALAÇÃO DE JOGADOR NOVINHO

Então. Sem crianças em campo. A média de idade da equipe brasileira é de 27,7 anos. O goleiro Júlio Cesar é o mais velho, com 34 anos. Bernard, o mais novo, com 21 anos. Um idoso perto do Pelé de 1958: com apenas 17 anos e 239 dias, foi o jogador mais novo a marcar um gol em Copa do Mundo.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para ver as atualizações mais rápido ainda, clique aqui.


MAIS COPA NO BRASIL POST:

Os camisas 10 da Copa 2014