OPINIÃO

Por que a Alemanha é favorita contra o Brasil

08/07/2014 11:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:36 -02
FÁBIO M. SALLES/ESTADAO CONTEUDO

Tenho andado nostálgico estes dias. Assistir aos jogos da Mannschaft (como os alemães chamam sua Seleção) me faz pensar na minha infância. Lembro de mim aos 9 anos numa sala em algum lugar no meio da Alemanha comemorando cada jogo do meu time. Meu jogador favorito era Pierre Littbarski, um meio-campista baixinho e esperto de Colônia que costumava fazer gols nos momentos em que você menos esperava. Quando eu jogava na rua da minha cidade, queria ser como ele. Antes de empurrar a bola para o gol, dizia: "Littbarski!". Como se eu estivesse operando meus próprios milagres.

LEIA TAMBÉM:

- Por que o Brasil é favorito contra a Alemanha

E, pela última vez nas últimas décadas, fui confortado por aquela sensação de que - acontecesse o que acontecesse - a Alemanha iria ganhar. Era o verão de 1990. Naquelas semanas nasceu a última grande vitória do futebol alemão.

É verdade: os alemães não jogaram o futebol mais bonito em 1990. Mas nunca houve dúvidas de que eles queriam o título na Itália. Simplesmente era a hora - porque eles eram jovens o suficiente para aguentar a exigência física do torneio e velhos o suficiente para lidar com o estresse que vem com o fato de serem considerados um dos favoritos. Talvez essa última grande vitória alemã não pudesse ter acontecido em 1989 ou em 1991. Mas 1990 era o nosso ano.

E sinto dizer, meus amigos brasileiros: 2014 será nosso próximo grande ano. O cenário é muito parecido para que possamos ignorá-lo.

Para nossos jogadores-chave, como Bastian Schweinsteiger, Philipp Lahm e Per Mertesacker, esta é a terceira Copa do Mundo. Eles fazem parte de um time livre, leve e solto, que começou uma revolução maravilhosa no futebol alemão em 2006. Em 2010 eles fizeram parte de dois dos jogos mais bonitos de nossa história, contra a Inglaterra (4 x 1) e contra a Argentina (4 x 0), antes de perder tragicamente contra a Espanha.

Ao mesmo tempo, o time é relativamente jovem. Aos 30 anos, Lahm é o segundo mais velho, depois de Miroslav Klose, que, aos 36, ainda tem boas chances de passar o recorde de gols em Copas de Ronaldo. A Mannschaft de 2014 tem um pouco de cada: experiência e agilidade.

Também é importante saber: a Alemanha se desenvolveu neste torneio. Contra Gana (2 x 2), na primeira fase, a defesa esteve mal. Ambos os gols sofridos eram evitáveis. As quartas-de-final contra a França foram o oposto. Foi uma performance extremamente profissional da defesa, que não deu chances reais para que o ataque francês chegasse perto da nossa área.

Não foi o futebol mais bonito. E às vezes eu sinto saudade daqueles dias de glória de 2010. Mas sei que um time descuidado raramente tem sucesso. As vitórias acontecem quando há essa mistura no futebol alemão: a habilidade e o profissionalismo que permite ao time se concentrar no seu objetivo.

Não enxergo nada disso no time brasileiro. Acima de tudo, o seu time tem o tremendo problema que é o peso nas costas dos jogadores. No jogo contra o Chile, especialmente, ficou claro como alguns de seus craques foram afetados pelo estresse. É como se você comprasse um carrão potente para ganhar a próxima corrida - e só depois percebesse que estava usando o combustível errado, que faz o motor engasgar. E você não tem como consertar a situação, pois a corrida já começou.

Sem falar que eu adoraria ver a Alemanha jogar contra o melhor time do Brasil. Espero que Neymar se recupere o mais rápido possível. Ele foi espetacular, uma das estrelas da Copa. Neymar fez a diferença. E não vejo quem possa substituí-lo. Espero que o resto do time jogue por ele. De verdade: espero que seja um jogo memorável.

E sabe o que mais? Hoje é 8 de julho. Neste dia em 1990 a Alemanha ganhou a final contra a Argentina, em Roma. Foi um dia glorioso para o futebol alemão. E vai continuar sendo. Nos últimos 24 anos, nunca tive tanta certeza sobre um jogo de futebol.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para ver as atualizações mais rápido ainda, clique aqui.


MAIS COPA NO BRASIL POST:

França x Alemanha - melhores lances