OPINIÃO

Crítica: 'Jerry before Seinfeld' é 75% stand-up e 25% documentário

Em novo especial da Netflix, Jerry Seinfeld demonstra por que se tornou um dos principais nomes da comédia moderna.

25/09/2017 07:00 -03 | Atualizado 25/09/2017 07:00 -03
Divulgação/Netflix
Jerry Seinfeld revisita a própria história e explica as raízes da sua paixão pela comédia em novo stand-up.

Os comediantes Jerry Seinfeld e Larry David são co-criadores da sitcom Seinfeld, série que, entre 1989 e 1998, foi um retumbante sucesso de crítica. Com seu humor situacional e observações sobre o cotidiano, tornou-se uma das mais influentes da comédia moderna.

O programa serviu de inspiração tanto para os filmes de Judd Apatow, como para séries como The Office, além de ser uma fonte contínua de material para comediantes pelo mundo inteiro que se arriscam nos palcos fazendo stand-up.

Nada mais natural, então, que a Netflix, que vem investindo pesado na arte, contrate um dos responsáveis por popularizar o stand-up para fazer parte de seu catálogo.

Em Jerry before Seinfeld, especial de uma hora que estreou nesta semana na plataforma de streaming, o comediante revisita sua própria história, desde a sua tranquila infância em Long Island até os primeiros passos na comédia.

Ao contrário de comediantes rock stars, como Kevin Hart, Dave Chapelle e Louis C.K., que têm lotado grandes anfiteatros e até estádios, Seinfeld escolheu como local de seu primeiro especial na Netflix (mais um está previsto para ser lançado em breve) a pequena - e lendária - casa The Comic Strip, em Nova York. O cenário favorece tanto o clima de nostalgia do especial, já que esse foi o primeiro clube no qual Jerry se apresentou, como o intimismo do material.

Netflix/Divulgação

Material que funciona como um resumo ou uma lista de grandes sucessos - depende do seu apreço ou desprezo por esse tipo de humor - da carreira de Seinfeld. Acima de qualquer discussão, estão o supremo conforto e confiança que Jerry carrega consigo no palco. Estas características foram necessárias para que ele se tornasse um ícone do stand-up e para que funcionem piadas sobre preposições gramaticais, aeroportos, cereais, esportes e a chatice de acompanhar os pais a bancos e lojas de decorações quando se tem cinco anos.

Jerry before Seinfeld é 75% stand-up e 25% documentário. A apresentação no Comic Strip é entrecortada por cenas do comediante na casa em que cresceu em Long Island, na beira de uma loja onde ele decidiu que tentaria se tornar um comediante profissional, e no bar do clube onde ele interage com colegas comediantes e se recorda das dificuldades financeiras e do sucesso com as garotas: "Aqui dentro, era como se fôssemos os atletas da escola".

Apesar de nunca ter se permitido níveis profundos de autoanálise, - Seinfeld era baseado no lema "um show sobre nada" - em uma dessas cenas, em que Jerry está sentado no meio de uma rua, com uma pasta vazia a sua frente e envolto por centenas de papéis preenchidos por piadas e ideias, registradas desde 1975 até o presente, o comediante permite que o espectador entenda um pouco de sua motivação e de sua paixão: "Eu nunca me importei se gostavam de mim ou não. Eu queria saber se gostavam do material, das piadas, do modo que eu pensava".

O especial, muito provavelmente, não irá converter aqueles que nunca foram fãs do tipo de humor que Seinfeld entregou durante toda a carreira. No entanto, Jerry before Seinfeld irá agradar em cheio aos seus admiradores, além de servir como uma boa introdução às novas gerações que eram demasiadamente jovens para ver um dos principais artesãos da piada em seu auge.

Confira o trailer abaixo:

*Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do HuffPost Brasil e não representa ideias ou opiniões do veículo. Mundialmente, o HuffPost oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

As melhores séries da história, segundo quem trabalha em Hollywood