OPINIÃO

As 4 emoções do flamenco

19/08/2015 16:18 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Lieven SOETE/Flickr
Molenbeek [Brxl], 13-04-2008 @ Maison des Cultures / Huis van Culturen | Dimanche Arabo-Andalou Zondag | Groupe: Camino Flamenco

São tantas as emoções: alegria, raiva, tristeza, medo... Estas, em específico, seriam as quatro principais emoções do ser humano, representadas "palos" flamenco (nome que se dá a cada estilo de cante).

A tese é do filósofo e "flamencólogo" espanhol Juan Vergillos, que vem ao Brasil na próxima semana para uma palestra batizada de "Quatro emoções do Flamenco", dia 27 de agosto, na Livraria Cultura do Shopping Bourbon, na Pompéia, em São Paulo.

Com base na literatura, na métrica, na harmonia e na melodia, Vergillos relaciona cada um desses sentimentos a seguiriyas, alegrias, soleás e tarantos. O evento marca a estreia de um calendário de atrações, inspirado nas paisagens da Andaluzia e no flamenco, o ritmo mais internacionalizado da Espanha, promovido pela Freeway Viagens e pelo portal Flamenco Brasil.

2015-08-19-1440003538-5091982-lachoni.JPG

O projeto ¡Ole! Caminhos e Sabores da Andaluzia vai reunir alguns dos principais bailaores e músicos do flamenco no Brasil, e também figuras de peso internacional, como a bailaora sevillana La Choni (foto acima), um grande nome do flamenco contemporâneo, que chega no final de agosto para o Festival Internacional de Flamenco, que vai acontecer de 26 a 30 de agosto, em São José dos Campos (SP). Serão cinco dias de cursos, workshops e espetáculos como o aguardado "Aromas de Sevilla", que vai acontecer no dia 30, no Cine Teatro Santana.

2015-08-19-1439996257-3473574-cpiadeGRAlhambra2.jpg

Declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco, em 2010, o flamenco tem suas raízes na Andaluzia, no final do século 18 --e um de seus redutos em Sevilha. Ainda que não exista uma versão sustentável sobre sua origem, acredita-se que tenha surgido nos círculos ciganos, e seguiu mundo afora, por conta da mescla cultural que historicamente aconteceu ali. O nome Andaluzia vem do árabe "Al-Andalus", que se refere às regiões que estiveram sob o domínio árabe entre 711 e 1492. Visitantes de todas as partes do mundo viajam para essa região do Sul da Espanha em busca de sua luz, suas cidades monumentais, seu sabor de sal e seu ritmo inconfundível. Para conhecer esse pedaço tão particular da Espanha, sem pressa e como tem de ser, a Freeway Viagens criou um novo roteiro inspirado nos passos do flamenco, que mistura música, dança, arte, arquitetura, gastronomia e, claro, os excelentes azeites e vinhos espanhóis.

2015-08-19-1440003592-6153384-bailaoraBeatrizCarrazzaVillaFlamenca.JPG

Palestras, shows, degustações de vinhos e azeites, nos teatros da Livraria Cultura e de casas espanholas como La Bodeguita, Gracia Bar e Nosotros (em Campinas) integram o roteiro de eventos que inicia agora e segue até novembro. A mim, mera aprendiz dessa arte, sonhando em um dia conhecer as cores da Andaluzia, me gusta aprender e aprender. Vai ser muito bom ouvir Juan Vergillos falando sobre o flamenco, sua história e conteúdo emocional. Por fim, as quatro emoções do flamenco serão interpretadas em um pocket show com as bailaoras Beatriz Carrazza (foto acima) e Camila Monte, da Villa Flamenca, acompanhadas do cante poderoso de Elsa Maya e e da guitarra mágica de Conrado Gmeiner. Imperdível!

Vá lá:

Palestra "Quatro emoções do Flamenco"

com Juan Vergillos e show Villa Flamenca

Baile Beatriz Carrazza e Camila Monte

Cante: Elsa Maya

Guitarra: Conrado Gmeiner

Direção e coreografia: Cylla Alonso

Dia 27 de agosto, 19h30

Auditório Livraria Cultura

Shopping Bourbon, Pompéia.

Evento gratuito

inscrições pelo email: ferrero@freeway.tur.br

Festival Internacional de Flamenco

de 26 a 30 de agosto

Fundação Cassiano Ricardo

São José dos Campos, SP

Informações: www.festivalflamenco.com.br

Espetáculo "Aromas de Sevilla"

Dia 30 de agosto

18 horas

Ingressos R$ 120/ R$ 60

Cine Teatro Santana

Av. Rui Barbosa, 2005 - Santana, São José dos Campos - SP, 12211-105

Telefone:(12) 3942-1227

FOTOS: Divulgação| Villa Flamenca e Escritório de Turismo da Embaixada da Espanha