OPINIÃO

Quanto Zettabyte solto por aí

12/04/2014 08:00 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:23 -02
Getty Images

Você tem ideia da quantidade de informação que é gerada e fica armazenada na internet?

Em 2013 vimos a quantidade de anúncios que o internauta brasileiro vê por mês, agora vamos imaginar a quantidade de informação que circula pela rede mundial.

Em 2011 foram criados 2 Zettabytes, número que passou para 3 em 2012, 5 em 2013, com previsão de 8 em 2015 e chega em 35 Zettabytes em 2020.

A primeira definição está no tamanho de um Zettabyte, que significa um trilhão de Gigabytes, onde um Gigabyte possui 1.000.000.000 bytes, 9 zeros depois do 1. Com isso, um trilhão de Gigabytes tem 1.000.000.000.000.000.000.000 bytes, 21 zeros. Um Zettabyte equivale a 250 bilhões de DVDs, 75 milhões de Ipads e 1 bilhão de PCs, apenas para temos alguns comparativos.

O grande desafio do profissional de hoje é de saber como utilizar essas informações, o que fazer com esse crescimento de Zettabytes que é criado no mundo. De nada adianta tanta informação sem saber o que fazer com elas.

Você pode buscar informações sobre potenciais clientes para sua empresa dentro destes Gigabytes. Por exemplo, para um restaurante captar novos clientes basta oferecer um "comemore seu aniversário conosco e jante de graça" entrando no facebook e vendo quem faz aniversário (o próprio gerenciador de anúncios do facebook oferece esta alternativa).

O primeiro passo é descobrir onde captar informações que sejam importantes para o seu negócio. Em reportagem publicada na revista Exame PME 66% das empresas já usam informações próprias da web, como características dos visitantes e cliques em suas páginas, 46% usam as mídias sociais, enquanto 54% pretendem usar informações vindas dessa fonte para tomar decisões estratégicas na empresa, desde a área de marketing até a de Recursos Humanos.

Depois que a informação é coletada o próximo passo é saber o que fazer, como analisar essa informação em prol da empresa. Nesse ponto começam os problemas, como a falta de profissionais especializados para desempenhar essa função, citado por 41% das empresas, além da demora para filtrar e validar as informações, com 39% de citações.

A informação é como qualquer matéria prima, tem que saber como coletar e usar para aproveitar o seu potencial, e dentro desses Zettabytes o poder de coleta e análise das informações ganha cada vez mais importância na estratégia de qualquer negócio.