OPINIÃO

Os estudantes de São Paulo e a verdadeira política

13/11/2015 11:36 BRST | Atualizado 26/01/2017 22:25 BRST
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador Geraldo Alckmin reclamou em entrevista à imprensa que haveria "muita política misturada nisso". O "nisso" é o protesto de estudantes da rede pública estadual de ensino de São Paulo contra o fechamento de escolas que será feito pelo governo.

Caro governador, é evidente que a ocupação de escolas feita pelos estudantes é um ato político por essência. É política na sua forma mais pura e direta. E é muito bom que seja assim.

Mas entendo a premissa da qual o senhor parte. A definição de política que o senhor está usando é esta praticada no seu dia a dia de governo.

É a política do compadrio, dos acordos feitos por cima, das decisões pouco ou nada transparentes, da imposição, da rejeição ao diálogo, da tecnocracia cega e hipócrita, dos aparelhamentos diversos.

O que essa molecada está fazendo, ao ocupar as escolas a partir de uma mobilização horizontal, é hackear a política. É ressignificar esse jogo sujo do qual os brasileiros estão cada vez mais cansados.

E estão fazendo isso com seus corpos, gritando que o espaço da escola lhes pertence, como alunos e cidadãos. E que não vão aceitar que lhes seja retirado por um "poder superior" que tem ódio ao diálogo e à transparência.

E o senhor vai fazer o que, agora? Mandar a polícia retirar à força os estudantes?

Gasificar as escolas, dar paulada e balas de borracha na cabeça da molecada?

O senhor vai assumir publicamente que a PM no seu governo está aí para isto mesmo: dar porrada em qualquer grupo social que se atreva a desafiar suas "políticas"?

Ah, por favor, poupe-nos da conversa fiada de que a PM está apenas cumprindo ordem judicial.

O cerco às escolas ocupadas só está acontecendo porque o senhor e seu secretário de Educação querem mostrar quem é que manda.

Essa é a visão de política dos senhores.

Espero que os estudantes resistam e que esta seja a semente para muitas outras mobilizações e ocupações.

Está mais do que na hora de a verdadeira política, feita de baixo para cima, emergir e desafiar essa que o senhor representa e que, espero, um dia irá para o lixo da história.

Enquanto isso, toda a minha solidariedade aos jovens que ocupam a Escola Fernão Dias e todas as outras escolas que vão sendo ocupadas.

Eles representam uma geração que traz esperança de que algo possa se salvar no futuro deste País.

Porque o presente, infelizmente dominado por figuras como o senhor, governador Geraldo Alckmin, está bem difícil de aturar.

MAIS OCUPAÇÃO NO HUFFPOST BRASIL:

Protesto dos estudantes na escola Fernão Dias

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: