OPINIÃO

Os nerds também <3 e Stephen Hawking é prova disso

30/01/2015 12:25 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02
divulgação

Nunca os nerds foram tão cool. Repare nos indicados ao Oscar. Na categoria "Melhor Filme" disputam a estatueta "O Jogo da Imitação", uma produção sobre o matemático Alan Turing, e "A Teoria de Tudo", longa inspirado na vida do físico Stephen Hawking. O que chama a atenção nas duas produções é a humanização dos gênios, que normalmente são retratados no cinema como um ponto fora da curva, estereotipados e sem habilidades sociais.

"A Teoria de Tudo" estreia neste final de semana no Brasil. A atuação de Eddie Redmayne, que interpreta Hawking, é digna de elogios e não à toa ele concorre na categoria de "Melhor Ator", ao lado de Benedict Cumberbatch, o Turing de "O Jogo da Imitação". Curiosamente, a biografia do físico britânico também destaca a figura de uma mulher: Jane Hawking.

Hawking conheceu Jane na Universidade de Cambridge pouco antes de ser diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença que ganhou popularidade na internet graças à recente campanha do Desafio do Baldo de Gelo. Na época, os médicos deram ao físico entre dois e três anos de vida - hoje ele tem 73. Hawking é considerado um dos cientistas mais importantes da atualidade apesar de todas as suas limitações motoras e ocupa a cadeira de Isaac Newton como professor de matemática na instituição britânica.

Para quem vai ao cinema no final de semana, #ficaadica: "A Teoria de Tudo" não é um filme sobre as descobertas do físico, mas uma produção que explora suas relações pessoais e sua vida "fora" da ciência. Um bonito romance. Não espere portanto muitos detalhes sobre o seu estudo acerca dos buracos negros. Eu confesso que fiquei curiosa, mas não sei se duas horas de filme seriam suficientes para explicar o que até o cientista, recentemente, alegou não existir. Vai entender, né?

2015-01-30-hawkings.jpg

Muito respeitado, Hawking é o tipo de personalidade que ganha manchetes em todo o mundo a cada declaração polêmica. E ele adora um bafafá. No filme, por exemplo, o cientista ressalta ser ateu, enquanto sua mulher frequenta a igreja anglicana. Sua previsão para o futuro também é catastrófica. Segundo o cientista, a simbiose entre homem e máquina está próxima e o desenvolvimento da inteligência artificial pode significar o fim da humanidade - quem aqui já assistiu "O Exterminador do Futuro" e "Blade Runner"? Então, é isso!

"A Teoria de Tudo" é um filme legal, que condensa em duas horas a vida de Hawking a partir da perspectiva de sua ex-mulher, Jane. O longa foi inspirado no livro "A Teoria de Tudo: A Extraordinária História de Jane e Stephen Hawking", escrito pela doutora em poesia medieval espanhola. Em entrevista a veículos europeus concedida na pré-estreia da produção, Jane conta que o filme dá apenas uma prévia do calvário que foi o seu casamento. A obra detalha todo o processo de degradação da relação que durou 30 anos. Em "A Teoria de Tudo" a exatidão da ciência dá lugar à subjetividade da arte. Um bom programinha para domingo à tarde!

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.