Separação

Meriel Jane Waissman via Getty Images

A separação que mudou minha vida

Para mim, o outono é quando sempre lembro do fim de 2006. Lembro da dor aguda, mas não consigo senti-la de novo; ela parece distante, um fato que sei que existiu mas que não tenho como verificar. Mas aquela sensação de perceber que posso fazer a porra que quiser com o resto da minha vida - aquela sensação de espaço e maravilhamento - nunca deixa de parecer nova.
Daryl Solomon via Getty Images/Shutterstock

Acreditar no amor não deveria depender de casais famosos

Enquanto vivemos a vida de outros por meio da cultura de massa e da abusiva cobertura de celebridades, nos perdemos em espetáculos e automatismos dos casais perfeitos, mesmo os não famosos. Afinal, íntimo e privado nunca estiveram tão expostos como estão agora, sobretudo nas redes sociais. Mas o que temos, a partir de nosso voyeurismo, é uma falsa intimidade. Por maior que seja a exposição, nunca teremos acesso ao que se passa entre aquele casal - e entre qualquer outro. O amor das brigas, conflitos, ciúmes e tretas mil pode até estar fora da cena, mas não da realidade.