PROTEÇÃO ANIMAL

zlikovec via Getty Images

Os grandes avanços para os animais criados para consumo humano no Brasil em 2016

Sistemas livres de gaiolas em bateria e gaiolas de gestação geralmente oferecem um nível significativamente melhorado de bem-estar animal do que os sistemas de gaiolas. Em sistemas livres de gaiolas, os animais são capazes de andar, e no caso de galinhas poedeiras, podem esticar suas asas e colocar seus ovos em ninhos, comportamentos naturais essenciais negados às galinhas confinadas em gaiolas.
Shutterstock

É hora de proibir o aluguel de cães de guarda em São Paulo

Tratados como mercadoria, cães ficam suscetíveis a condições adversas que vão desde fome, sede e treinamento cruel, até negligência ou abandono quando doentes. Se pensarmos que o valor cobrado já é relativamente baixo e que as empresas visam o lucro, qual seria o valor destinado à manutenção de condições mínimas de dignidade para esses animais? Infelizmente, não é difícil fechar essa conta.
Matin Bahadori via Getty Images

8 mitos sobre a castração de cães e gatos

No Brasil, uma série de informações infundadas e preconceituosas ainda impedem que muitas pessoas castrem seus animais de estimação. Essa mentalidade precisa ser mudada urgentemente, pois ela é diretamente responsável pela existência de cerca de 30 milhões de animais abandonados que sofrem de fome, sede e doenças não tratadas nas ruas do nosso país. Castrar é a única forma de prevenir que mais e mais animais sejam gerados e que filhotes acabem nas mãos de pessoas que os abandonam por negligência.
amador_emmanuel34/Flickr

Goiás proíbe uso de animais em circos. E o Brasil deveria fazer o mesmo

Recentemente, o estado de Goiás uniu-se a outros 10 estados brasileiros que já aprovaram legislação que proíbe o uso de animais em circos. Os demais são Alagoas, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Diversos municípios, nesses e outros estados, também já fizeram o mesmo. Mas por quê?