OUTRA MEDIDA

Katharine Asher via Getty Images

Quem te vê dançar raramente percebe a dor de seus pés

Tem também quem já tenha desistido de ser sua melhor versão. Quem sou eu para julgar, mas sou das que pensa que sempre vale a pena se esforçar mais um pouquinho. Pode estar ali, no dia a mais de perseverança, a sua vitória: na jornada, não necessariamente em um final feliz, mas em passos felizes na direção certa. É desafiador romper com a lógica ilógica do mundo e, entenda bem, ninguém tem a fórmula.