MORTALIDADE

tahewitt/Flickr

'Só o amor por outro nos torna humanos'

Como ter fé (que afasta o medo para longe) no nosso amor preferencial, num mundo em que à menor dificuldade, à menor contrariedade deixamos aquele que amamos? De outro modo: como ter fé no amor, num mundo onde tanto se ama à velocidade do corpo? Num mundo onde também se ama somente na excelência do conforto e das não contrariedades?