FILHOS

AnaAdo via Getty Images

Sobre ser mulher e cotidianamente anulada

Não quero levantar, mas faz tempo que ficar na cama até mais tarde deixou de ser uma opção. Tanto tempo que talvez tenha sido em outra vida. A casa me espera, a rotina me espera, as contas me esperam. Os cachorros me esperam para levá-los à rua. Nenhum deles é meu. Os filhos compram, os pais cuidam.
GZeroOne via Getty Images

O aniversário que não cabia em mim

Quanto ao meu pai, foi ele que me encontrou ali, sozinha entre os armários do vestiário da escola de balé. Longe da mesa do bolo, das correrias dos convidados nas salas de dança, dos balões coloridos. Ele me fez entender, ou aceitar, a melancolia que eu sentia ali e sentiria tantas outras vezes. Enxugou minhas lágrimas e me ajudou a voltar para a festa.