DESIGUALDADE SOCIAL

Ueslei Marcelino / Reuters

Uma situação carcerária invisível e o governo que distorce a realidade

Os massacres nos presídios brasileiros que marcaram o início do ano, em Manaus e Roraima são o resultado de anos de descaso político com a situação carcerária nacional. O presidente Michel Temer, em uma fala extremamente infeliz, classificou o incidente em Manaus como um "acidente pavoroso". É muito cômodo classificar algo como "acidente": tornamos o ocorrido uma fatalidade sem responsáveis. O discurso presidencial tenta lavar as mãos do governo, em vão.
Agência Brasil/Fotos Publicas

Será que é tão engraçado assim rir de quem se atrasa para o ENEM?

Uma enxurrada de memes e piadas sobre os "atrasados para o ENEM" surgiu novamente nas redes sociais. A "cereja do bolo" neste ano foi a organização de uma série de camarotes open-bar organizados pelo blogueiro Maurício Cid ("Não Salvo") para acompanhar pessoas que chegaram atrasadas. Cenas como essas nos fazem questionar se a falta de sensibilidade e de empatia da sociedade realmente aumenta a cada ano e, principalmente, quando vamos refletir de fato sobre as desigualdades brasileiras.
Arte/Cenpec

Quando o discurso da meritocracia ignora a desigualdade

É preciso que ampliemos a capacidade de nossas instituições gerarem igualdade de oportunidades. Isso é extremamente necessário na Educação Básica, um momento da vida em que a sociedade determina que todos temos os mesmos direitos educacionais. O período da escolaridade obrigatória não combina com a ideia de que os resultados de aprendizagem e a trajetória escolar devam depender do esforço individual.