CERVEJA

Reprodução/Facebook

Esta marca está redefinindo o que é 'cerveja brasileira' para estrangeiros

Com apenas sete meses de existência, a Dogma levou a melhor. Apesar da curta história cronológica, os sócios Luciano Silva (ex-Noturna), Leonardo Satt (ex-Prima Satt) e Bruno Moreno (ex-Serra de Três Pontas) têm estrada e carreira consolidada há tempos no mercado. A fusão surgiu do desejo de aprimorar a produção e a distribuição de alguns rótulos individuais já importantes no mercado e também para criar novos, enchendo ainda mais o setor brasileiro com cervejas criativas e espetaculares ao primeiro gole.