OPINIÃO

Lições de um blogueiro: O que aprendi após 6 anos blogando

25/08/2014 19:21 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02
PhotoAlto/James Hardy via Getty Images

O blog "A Quinta Onda" completou seis anos. Eu ia deixar passar em branco, mas o post "Reputação Digital e seu blog, uma relação de longo prazo", publicado pelo Flavio no "Explora! Me", me motivou a escrever algo. As lições que ele cita são muito pertinentes.

Vários colegas me perguntam porque eu continuo blogando até hoje. A verdade é que eu não blogo para os outros; eu blogo para mim. A obrigação de blogar me empurra para frente, me faz estudar e refletir. Estimula a minha capacidade de olhar as coisas por diversos ângulos e me pressiona a desenvolver uma melhor capacidade de argumentação, especialmente na escrita. Como bônus, eu desenvolvo relacionamentos na web, crio identidade própria e reputação digital, compartilho conhecimento e ganho relevância.

Eu já escrevi sobre o início do meu blog, mas não me lembro de ter contado sobre o que aprendi com ele. O post do Flavio, mais uma vez, me estimulou a refletir sobre isso. Eis algumas coisas que aprendi.

  • Estabeleça uma regularidade para escrever. Criar o compromisso consigo mesmo é fundamental.
  • Evite ser apenas factual. O maior valor para as pessoas é saber a sua opinião pessoal e os seus pontos de vista sobre qualquer assunto.
  • Conte histórias, de preferência, pessoais.
  • Compartilhe conhecimento. Se você aprendeu algo de valor e que acredita ser importante para as pessoas, então compartilhe. Conteúdo de valor será sempre bem recebido por todos.
  • Pense bem antes de postar. A web é cruel. Uma vez postado, você nunca mais apaga. Você pode até deletar depois, mas a chance de alguém ter lido, copiado ou propagado algo é sempre significativa. Portanto, pense no que publica. Aprendi que publicar por impulso, especialmente se o assunto for polêmico, pode ser bem ruim. Eu já me arrependi várias vezes de coisas que publiquei, de comentários que fiz e de posições que assumi. Hoje, na maioria das vezes, escrevo algo num dia, mas somente publico no seguinte.
  • Recheie seu texto com links e referências. Compartilhe as suas fontes, esta é a essência das redes sociais.
  • Agregue fotos, vídeos e outros recursos. Isso enriquece o conteúdo, dá mais leveza e brilho, além de estimular a leitura.
  • Dê atenção aos comentários que recebe no blog. Converse com seus leitores, aceitando bem as críticas, sugestões ou diversidade de opiniões. Isto faz parte do jogo de blogar.
  • Acompanhe a evolução do número de seguidores e comentários, mas não sofra por isso. O acompanhamento vai ajudar você a entender o que as pessoas mais gostam e valorizam.
  • Esqueça a eterna preocupação com a qualidade do texto. Você não precisa ser um acadêmico ou perfeccionista. A escrita vai evoluir com o tempo. Use o corretor ortográfico e siga em frente. O que importa é o conteúdo.
  • Evite copiar texto dos outros. Muitas vezes, ao elaborarmos um texto, sentimos uma enorme vontade de copiar um trecho escrito por alguém para reforçar um ponto ou outro. Se achar que isso é necessário e inevitável, não tem problema, copie e cite a fonte. Só não faça isso o tempo todo.
  • Não fique acanhado de divulgar os seus posts. Use as redes sociais para isso. Fale com amigos mais chegados para repercutir os seus posts se eles gostarem. Parece óbvio, mas conheço pessoas que ficam acanhadas de divulgar o que escrevem ou pedir apoio.
  • Siga outros blogueiros. Aprendi muito com outros bons blogueiros, além de serem boas referências, alguns se tornaram bons amigos virtuais.

Enfim, estes são aprendizados que fui adquirindo ao longo do tempo. Muitos são óbvios, mas adotei-os como uma cartilha e, hoje, me considero um bom blogueiro. Não é por acaso que, além do meu próprio blog, também sou blogueiro no Brasil Post e no Meio&Mensagem, dois veículos respeitados e de grande alcance.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS DICAS NO BRASIL POST:

14 dicas para desplugar