OPINIÃO

As 5 valiosas lições de Kevin Spacey para quem trabalha com comunicação

02/10/2014 18:49 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:56 -02
alecmcint/Flickr

A primeira semana de outubro em Nova Iorque costuma ser ainda mais agitada para quem trabalha com comunicação. É quando acontece a Advertising Week e, dentro dela, o IAB Mixx, evento focado em Digital e seu impacto na Propaganda. Parece que a cidade está vibrando em torno das novas tecnologias e da busca pela criatividade. Um prato cheio para quem quer absorver tendências.

Acabei de volta de lá com uma ideia martelando na minha cabeça. De que a mensagem principal sobre tudo que vi, e ouvi, não é nova. Mas apenas um reforço do que o evento vem abordando nos últimos anos: as coisas mais bacanas, e que geram valores para os anunciantes e suas marcas, vêm da intersecção da tecnologia com a criatividade. Fácil de falar e difícil de fazer. O tema central IAB Mixx, "Digital Renaissance Moment - Art, beauty and human emotion in marketing", reforça este caminho.

Tive essa certeza ao ouvir a palestra, justamente, de uma pessoa que não trabalha diretamente na publicidade. O ator Kevin Spacey - o ardiloso Frank Underwood de House of Cards - arrancou aplausos de uma plateia hipnotizada ao falar algumas verdades que, às vezes, nós que trabalhamos com comunicação nos esquecemos. Elenco algumas delas, a seguir:

  • Qualquer um pode criar - Hoje, a pessoa mais comum do mundo, não importa o que faça ou ande viva, pode criar conteúdos e construir sua audiência. Todo o ecossistema da Indústria da Comunicação, e seus intermediários, não são mais um pré-requisito para o sucesso, como era quando ele começou na carreira de ator.

  • A indústria dos games é a nova Hollywood - A Amazon pagou quase US 1 bi pelo Twitch, uma plataforma de transmissão de partidas de vídeo game. Isso mostra o potencial de um setor que já é maior do que o cinema, e está mudando o jeito e a estática de se contar histórias.

  • Foco no consumidor - De "o que as pessoas querem, no formato que elas querem, e a maioria delas irá pagar." Spacey cita o caso do Netflix e House of Cards, sucesso de audiência que mudou o modelo das pessoas assistirem séries, ao disponibilizar todos episódios de uma vez só.

  • Ser autêntico - Como o excesso de conteúdos ORIGINAL disponível nunca foi tão importante.

  • A importância de correr riscos - Esta, para mim, foi a lição mais importante. Tudo que se cria de mais legal em comunicação, tem um grande fator de risco envolvido. O "novo" gera riscos. No entendo, a indústria ainda está presa às pesquisas que levam muita gente a fazer mais, do mesmo. Quem quebra essa regra, se diferencia.

Afora o carisma e o dom de entreter plateias de Kevin Spacey, discutir como o Digital está transformando a maneira de artistas e criadores terem sucesso no mundo entretenimento e como a plataforma importa cada vez menos, em detrimento ao conteúdo, é a tônica dos próximos tempos.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS DICAS NO BRASIL POST:

14 dicas para desplugar