OPINIÃO

Crônica do isentão (na segunda pós-domingo)

18/04/2016 19:26 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Tudo ocorreu tranquilamente. Entre vaias e aplausos, um cuspe ali, um empurrão acolá.

Foi um show de retórica: em nome da neta, do papagaio e dos votos jogados no lixo.

"Deus" foi mais citado do que golpe e impeachment.

E quando as cortinas fecharam e o picadeiro ficou escuro, todos foram comemorar ou ter o sono dos justos.

Injustiça é ter que acordar cedo na segunda né?

Ei, sai do face, hora de ir trabalhar! Não tem ministério esperando por você não.

Lave a jato o seu rosto, coma seu sanduíche ou aquela coxinha.

Fica tranquilo, tem futebol no meio da semana.

Também, qualquer semelhança com a realidade foi pura coincidên... opa, não é ficção?!

Ok, cenas do próximo capítulo do Big Brother Cara-de-Pau estão por vir.

Ih, percebi. Entrou em desespero porque a palhaçada vai continuar... Calma lá.

Não foi você que fez aliança burra. Ah, mas foi você que escolheu esse pessoal aí.

Tá bom. Vai justificar dizendo que esse aí não é o seu candidato?

Pois é, viva a democracia!

LEIA MAIS:

- Panama Papers: A seleção do submundo fiscal tem Messi como capitão

- Seleção Brasileira: falta de boa 'ventura' não justifica polêmica do hotel

Também no HuffPost Brasil:

Personagens do Impeachment