OPINIÃO

Os homens que não amam as mulheres

12/01/2017 12:59 -02
Getty Images

O protetor sai com o vento, a mágoa sai com o tempo. Estamos no mundo real, as coisas fluem, seguem, somem e acabam perdidas em algum lugar do quarto, da casa ou do pensamento.

Aqui, as pessoas gostam de poder. Poder financeiro e de expectativas. De grão em grão construímos a vida achando que conhecemos de tudo, inclusive quem é próximo. O problema é quando erramos e acabamos parando em um buraco com a placa de "relacionamento abusivo".

Quando se vive esse tipo de relação, acabamos perdendo peças desse grande quebra-cabeças que somos mas, pasmem: a vida continua. Continua depois do estresse, das noites de sono perdidas, do cansaço emocional, do jogo de controle e do próprio fim, mesmo parecendo que jamais sobreviveríamos sem aquilo.

Em tempos de desconstruções, vejo como estamos atrasados e imersos nesse mar que engole tantas mulheres. O relacionamento abusivo acaba sendo mais comum do que achamos; seja naquela roupa curta que seu namorado pediu para trocar ou em um tapa na cara. A violência física e psicológica toma conta e destrói sua identidade, vontades, risos e afetos.

Após o fim de um relacionamento não saudável e de reproduzir 800 vezes o vídeo da Jout Jout, vejo como esses fantasmas assombram mulheres. Apenas no meu convívio social, pude perceber como nos sentimos culpadas e vulneráveis por um jogo de manipulação emocional. Aí você começa a ler sobre transtornos de personalidade narcisista, faz parte de grupos e vê que todos eles acabam fazendo coisas similares.

As etapas da relação costumam ser as mesmas. O carinho, a pessoa perfeita mudam de repente e bang! Tudo na sua vida muda. Os medos, o jeito, até a feição.

É difícil sair disso, apesar de você acabar tendo consciência de que essa relação não pode e nem deve durar para sempre.

E não adianta ser feminista, o machismo te ataca por ser parte de uma sociedade patriarcal. Todas ficamos sujeitas a esse tipo de relacionamento tóxico.

Alguns dias atrás vi depoimentos de mulheres que pensavam em se matar, fugir para outros lugares por não se sentirem seguras com seus maridos.

A vida anda rápido, mulher. Respire fundo e saia dessa, ninguém merece uma relação assim.

*Este artigo é de autoria de colaboradores do HuffPost Brasil e não representam as ideias ou opiniões do veículo. Mundialmente, o Huffington Post é um espaço que tem como objetivo ampliar vozes e garantir a pluralidade do debate sobre temas importantes para a agenda pública. Se você deseja fazer parte dos blogueiros, entre em contato por meio de editor@brasilpost.com.br.

LEIA MAIS:

- Por que o feminismo é tão necessário

- Sobre amores que se vão

Também no HuffPost Brasil:

Opiniões chocantes sobre estupro