OPINIÃO

Mundo se ilumina de azul para celebrar os 70 anos da ONU

24/10/2015 11:30 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

2015-10-23-1445638607-9783882-UNBlue_OperaHouse.jpg

Ópera de Sidney, na Austrália. Foto: UNIC Canberra/Chris Woodthorpe

Do Brasil a Portugal, da Austrália ao Azerbaijão, da Indonésia ao Iraque, da Jordânia ao Japão. Cerca de 300 monumentos históricos em todo o mundo serão iluminados de azul, cor oficial da ONU, a partir desta sexta-feira.

A campanha faz parte das celebrações globais pelo aniversário de 70 anos das Nações Unidas, neste sábado, 24 de outubro.

Cristo Redentor

A estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, faz parte das comemorações. No Brasil, além do monumento, mais de 30 lugares em oito cidades estão confirmados na campanha, até o momento. Entre eles, o Maracanã, no Rio de Janeiro; a Catedral de Brasília, no Distrito Federal, o Farol da Barra, em Salvador, na Bahia; e o Viaduto do Chá, em São Paulo.

O Brasil é um dos membros fundadores das Nações Unidas.

Campanha Global

2015-10-23-1445637640-8770555-10222015UN_Blue.jpg

Petra, na Jordânia, Patrimônio Mundial da Unesco, com iluminação azul como parte das celebrações globais dos 70 anos das Nações Unidas. Foto: Escritório do coordenador residente e humanitário da ONU na Jordânia/ Chris Herwig.

Entre os famosos marcos mundiais que participam da campanha "Torne o mundo azul da cor da ONU" estão as pirâmides de Gizé, no Egito, o prédio da Ópera de Sidney, na Austrália, o Empire State Building, em Nova York, e a Torre de Pisa, na Itália.

Outros participantes incluem o museu Hermitage, na Rússia, a cidade antiga de Petra, na Jordânia, o castelo de Edimburgo, no Reino Unido, a montanha da Mesa, na África do Sul, a Torre SkyTree, no Japão e Alhambra, na Espanha, entre muitos outros.

Em Portugal, a Câmara Municipal de Lisboa participa das comemorações.

Redes Sociais

A sede da ONU, em Nova York, será iluminada por duas noites, começando nesta sexta-feira, 23 de outubro, quando acontecerá o concerto anual para marcar o Dia da ONU.

Nas mídias sociais este evento global será coberto com o uso da hashtag #UNBlue, além da hashtag #UN70, que já está sendo usada.

Iluminar o Caminho

O secretário-geral da ONU agradeceu os Estados-membros por demonstrarem "tamanho entusiasmo em marcar os 70 anos do apoio da ONU à paz, ao desenvolvimento e aos direitos humanos".

Para Ban Ki-moon, ao transformar o mundo em azul da cor da ONU por um dia, é possível "iluminar o caminho para um amanhã melhor".

Onda de Azul

A celebração global vai começar na Nova Zelândia e de lá, uma onda de azul vai se mover entre países e continentes enquanto monumentos em todo o mundo se iluminam para comemorar o Dia da ONU.

O dia marca o aniversário da entrada em vigor da Carta da ONU, documento fundador da organização.

"Nós, os povos das Nações Unidas, resolvidos a preservar as gerações vindouras do flagelo da guerra...". Assim começa a Carta da ONU.

Em mensagem sobre o Dia das Nações Unidas, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que os "valores atemporais" do documento devem permanecem como guias.

ONU Forte, Mundo Melhor

2015-10-23-1445638254-5484778-12068608_10154198458922506_1714582552196002427_o.jpg

A sede da ONU, em Nova York, será iluminada por duas noites, começando em 23 de outubro, quando acontecerá o concerto anual do Dia da ONU. Foto: ONU/Cia Pak.

Para marcar o 70º aniversário da ONU, diversas atividades foram organizadas durante todo o ano com o tema: "Uma ONU forte. Um mundo melhor".

Entre os importantes eventos, uma cerimônia em São Francisco, em junho, comemorou o aniversário da assinatura da Carta da ONU, naquela cidade, em 1945.

Um livro sobre a restauração da sede das Nações Unidas foi lançado no mês passado. O brasileiro Oscar Niemeyer fez parte da equipe de arquitetos que desenhou o local.

Na Rádio ONU, você encontra uma página dedicada aos 70 anos das Nações Unidas com fotos, vídeos, matérias especiais e entrevistas.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:



Famosos apoiam campanha da ONU