OPINIÃO

Paris Photo e algo mais em 5 dias

25/11/2014 13:10 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

5 dias cheio de surpresas e encontros inesperados, tudo isso documentado com um iPhone 5.

A ideia era ir a Paris Photo, a maior feira de galerias de fotografia do mundo, no dia 13 de novembro, em Paris, para assinar alguns livros no estande do meu editor italiano Damiani, e conhecer as novidades da fotografia para 2015.

Saí com um amigo alemão de TGV da estação ferroviária de Frankfurt numa quinta-feira e voltei para lá na terça-feira seguinte.

Foram 5 dias e 5 noites sem parar, sempre registrando minhas emoções .

O TGV já é uma aventura a parte... Paisagens passando a 300 km por hora pela vasta janela transformam a viagem em um filme de 4 horas. É só escolher o fotograma preferido.

E Paris... sim, a eterna Paris parece que nunca muda.

O visual de dentro do táxi sempre me fascinou, assim como a luz da tarde que transforma as fachadas e vitrines em sonhos coloridos.

E mais uma vez me confronto com uma passeata em Paris. Já é a terceira vez que documento elas e sempre de celular. Adoro documentar a vida nas ruas e me infiltrar nos movimentos de protesto. Todas as vezes me sinto desafiado e com uma grande missão.

Mas o meu destino era mesmo a Paris Photo, no centenário e majestoso Grand Palais. O lugar abriga as melhores e maiores exposições da capital francesa nos últimos anos. Filas e confusão fazem parte de toda feira. Muita gente tentando vislumbrar e comprar fotografias de todas as épocas. 120 galerias e 20 editoras de livros fazem o espaço ficar pequeno.

Mas vale muito a pena, mesmo sem grandes surpresas, porque a fotografia esta passando por uma grande fase de renovação e a procura de novos conceitos. A feira foi um sucesso absoluto, mas me encantei com dois artistas novos, ou pelo menos desconhecidos para mim: o sul-africano Roger Ballen, com as loucuras da sua imaginação, e a australiana Vee Speers, com seu mundo de fantasias muito pessoais.

Pessoalmente, procurei reinterpretar algumas obras, as pessoas o espaço em si. Tudo sem maiores pretensões.

Os muitos encontros inesperados e a companhia do grande amigo fotógrafo Willy Biondani, eterno parceiro de filosofias de vida, ajudaram na digestão do que vimos dos novos caminhos e contextos da fotografia contemporânea.

Antes da partida, a visita ao novo ícone de arquitetura de Paris, a fundação Louis Vuitton. Localizado dentro do Bois de Boulogne e inspirado nas velas de antigos veleiros, mais parece uma espaçonave com asas que acabou de pousar. Com certeza mais obra prima de Frank Gerry. Demais!

E na volta a Frankfurt, as mesmas sensações de velocidade do TGV, mas agora, influenciados pelos 5 dias de inspirações. As janela se transformam, e a paisagem tranquila vira um objeto de arte. Assim como as turbinas do gigante 747-800, na chegada a Cumbica!

  • Frankfurt, Paris, a bordo do TGV a 300km por hora
    Klaus Mitteldorf
  • A janela do trem que passa correndo como um filme
    Klaus Mitteldorf
  • Paris e o táxi para o destino final
    Klaus Mitteldorf
  • Paris de sempre... A tradicional e terra dos vinhos
    Klaus Mitteldorf
  • De repente, a cinegrafista documentando a passeata
    Klaus Mitteldorf
  • A guerra dos sindicatos
    Klaus Mitteldorf
  • A família sempre reunida nos grandes protestos de rua
    Klaus Mitteldorf
  • O Grand Palais, a sede do Paris Photo
    Klaus Mitteldorf
  • A minha interpretação pessoal da obra de Jean Loup Sieff
    Klaus Mitteldorf
  • Pierre et Gilles e a fã a rigor
    Klaus Mitteldorf
  • As loucuras do fotógrafo sul-africano Roger Ballen é o que mais me agradou na Paris Photo
    Klaus Mitteldorf
  • O alter ego de Roger Ballen da África do Sul
    Klaus Mitteldorf
  • Eu me espelhando no quadro Kanye West, "Passion Of The Christ", de David Lachapelle
    Klaus Mitteldorf
  • A arte da australiana Vee Speers
    Klaus Mitteldorf
  • O amigo cineasta Willy Biondani curtindo a Paris Photo
    Klaus Mitteldorf
  • A nova piraçao de Frank Gerry: a Fundaçao Louis Vuitton
    Klaus Mitteldorf
  • O topo da Fundaçao Louis Vuitton
    Klaus Mitteldorf
  • Fortes inspiraçoes na volta de TGV para Frankfurt
    Klaus Mitteldorf
  • A chegada ao amanhecer a SP
    Klaus Mitteldorf

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.