OPINIÃO

Uso biquíni porque... Quero que você se dane

11/06/2014 09:57 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Veja as seis razões principais pelas quais eu, mulher de 43 anos, tamanho 42, mãe de quatro filhos e dona de coxas enormes, me sinto totalmente justificada em arrasar de biquíni.

2014-06-06-bikini.jpg

1. Não estou nem aí.

Eu não vivo para dar prazer de espectador a você, e suas ideias sobre quem deve ou não ser vista de biquíni não me interessam em nada. Zero.

Nem sempre fui casada com o marido, editor e homem singular entre todos os homens, maravilhoso e que me dá apoio total, com quem estou casada agora. Antigamente eu era casada com um homem que dizia coisas como:

"Não deveriam fabricar biquínis de tamanho maior que o 36."

Não sou tamanho 36 desde que eu tinha uns 8 anos de idade, então foi uma coisa terrível que ele disse. E confirmou minha suspeita de que é melhor deixar à distância as pessoas que traçam "regras" sobre como as outras pessoas devem tratar seu corpo - longe de pessoas que possam causar ofensa a elas, sem querer.

Tenho irmãs que vivem dizendo coisas do tipo:

"Não é bom negócio para ela sair por aí de biquíni."

Ainda bem que não visto um biquíni para promover algum negócio.

Eu estava na praia em Miami um dia quando uma vovó de uns 140 quilos percorreu a areia, superfeliz, usando um duas-peças altamente colorido. As presença dela incomodou profundamente um grupo de suburbanas de férias que estavam falando sobre serem viciadas em ioga, vergonha de comer e jeggings (jeans/legging). Houve gritinhos de susto e expressões de espanto. Uma mulher que devia estar sentindo falta do seu Xanax ficou tão aflita que exclamou:

"Isso não está certo!".

É só um biquíni, gente. Vamos relaxar!

2. Meu corpo é próprio para usar biquíni.

Sei disso porque visto um biquíni de verdade, no meu próprio corpo. Se você está esperando ficar com o corpo perfeito para estrear um biquíni, é melhor se resignar a usar um maiô de corpo inteiro.

3. O biquíni me deixa mais perto de estar pelada.

O melhor jeito de nadar é nua. Já que as leis da sociedade dificultam isso, deveríamos pelo menos poder nadar com o mínimo possível de tecido molhado sobre o corpo.

4. Meu ventre conquistou esse direito.

Se existe um lugar do meu corpo que deveria poder fazer o que bem entende, é minha região abdominal. Quatro das pessoas mais bacanas que conheço já viveram nela.

Um lugar que já deu duro conquistou o direito de se exibir.

5. Tenho filhas.

Quero mostrar a elas uma mulher que está à vontade com seu próprio corpo e que é ativa. Não uma mulher sentada ao lado da piscina com o corpo coberto, porque se não estivesse totalmente coberto isso seria considerado inapropriado.

6. Faço isso atendendo a pedidos populares.

Bom, talvez não sejam pedidos exatamente populares, mas recebo pedidos frequentes de sair de biquíni. Tá bom, é apenas meu marido/editor que pede - ou melhor, implora - esse traje específico. Mas ele é persistente, e gosto de fazer um agrado a ele de vez em quando. [Nota do editor: obrigado pelo agrado, meu bem.]

LEIA TAMBÉM:

- Faça o teste e descubra se o seu corpo é adequado para um biquíni

- Este calendário é a prova definitiva de que biquínis são para TODAS!