OPINIÃO

10 coisas que as mulheres devem saber sobre câncer ginecológico

Uma dia, escreverei um livro sobre câncer ginecológico e o cuidado com nossas vaginas.

10/05/2017 18:44 -03 | Atualizado 11/05/2017 12:30 -03
Getty Images
Vaginas, sexo, sangramento, útero e tudo associado ao que está entre nossas pernas não é a primeira escolha de uma conversa para a maioria das pessoas, mas é para mim.

Uma dia, escreverei um livro sobre câncer ginecológico e o cuidado com nossas vaginas. Até lá, aqui está uma lista de dez coisas que acredito que toda mulher (e homem) deve saber. A cobertura e a decoração são divertidas, mas a mistura do bolo é séria. Alguns pontos podem ser ofuscantemente óbvios; nesse caso, me desculpem por ser muito básica. No entanto, espero que todos que leiam isto aprendam pelo menos uma coisa nova ou sejam lembrados de algo que já sabiam, mas podem ter se esquecido.

Vaginas, sexo, sangramento, útero e tudo associado ao que está entre nossas pernas não é a primeira escolha de uma conversa para a maioria das pessoas, mas é para mim. Tive câncer de colo do útero há pouco mais de dois anos, faço piada sobre toda a catástrofe e agora trabalho para a The Eve Appeal, uma organização beneficente que faz campanhas de conscientização e capta recursos para pesquisas sobre câncer 'gine' (vejam como sou elegante e encurto a palavra 'ginecológico'). Isso significa que passo a maior parte da minha vida falando sobre assuntos estranhos das mulheres. E adoro. Se você gostar desse post, compartilhe para que possamos divulgar o máximo de conhecimento e conscientização possível.

1. Existem CINCO tipos de câncer ginecológico.

Isso mesmo, cinco tipos 'lá embaixo' que podem fazer com que você se torne sócia do clube do câncer. São eles: de útero, ovário, cervical, de vulva e vaginal. Sim, a vagina e a vulva não são a mesma coisa. Gosto de pensar a vulva como a caixa de correio e a vagina como o capacho.

2. Se você sangra quando não deveria, procure um médico.

Sangramento vaginal anormal (por exemplo, sangramento após a menopausa, entre os períodos menstruais ou depois das relações sexuais) é um sintoma de quatro dos cinco tipos de câncer ginecológico (exceto de vulva). Provavelmente não é nada sério, mas você precisa ser avaliada por um médico para se certificar.

3. O câncer de ovário é silencioso.

A maioria dos casos de câncer de ovário só é diagnosticada quando este já se espalhou para fora do ovário. Um dos sintomas mais comuns é um persistente inchaço abdominal, mais conhecido como 'barriga inchada'. O caso é, muita vezes, erroneamente diagnosticado como síndrome do intestino irritável e, portanto, o câncer não é descoberto por muito tempo. Se você se sentir inchada por três ou mais semanas, procure um médico, e dedos cruzados para que você apenas tenha um problema de gases.

4. FAÇA O PAPANICOLAU.

Os exames de Papanicolau salvam milhares de vidas todos os anos. Podem detectar células anormais que, se não tratadas, se transformam em câncer cervical. Por favor, por favor, por favor, não evite o exame. Sim, pode ser um pouco esquisito que um estranho te cutuque com uma ponta de plástico, mas alguns minutos podem salvar sua vida. Então, tire a calcinha e abra as pernas.

5. Hashtag: não julgue.

Quase todos os tipos de câncer cervical (além de alguns vaginais e de vulva) são causados por um vírus chamado HPV (Vírus do Papiloma Humano). Há muuuitos tipos de HPV, mas os tipos 16 e 18 são aqueles que, ao longo do tempo, podem colocar as células do colo do útero contra você, uma droga! O HPV é transmitido por contato sexual.

Os preservativos não protegem totalmente contra o vírus, e você pode contraí-lo em uma única relação sexual. Portanto, se alguém tem HPV, não quer dizer que está comendo pênis no café da manhã, almoço e jantar. E, se estivesse, isso realmente importa? A maioria das pessoas que teve relações sexuais contrairá o HPV em algum momento de suas vidas e, só em casos muito raros, o corpo não consegue eliminá-lo. Aí pode se transformar em câncer, mas pode ser que não. É como uma roleta russa muito azarada e assustadora.

6. Não chupe, engula ou sopre.

Cigarros. Sem entrar nas chatas questões científicas, você tem o dobro de probabilidade de contrair câncer cervical se fumar, então realmente não é uma boa ideia. Sei que um cigarro de mentol, uma taça de sauvignon blanc, o jardim de um pub e um aquecedor ao ar livre acima de sua cabeça são o tipo de coisas que encontramos nos sonhos e, meu Deus, sou culpada de ter vivido esse sonho. Mas. Simplesmente. Não Fume.

7. Perder partes femininas não a torna menos feminina.

Se você tem câncer ginecológico, provavelmente vai perder pelo menos alguma de suas 'partes femininas'. Uma cirurgia é muito provável, por isso, sim, pode ser que seus ovários, ou útero, ou cérvix, ou vagina ou vulva sejam inteiramente ou parcialmente removidos. Sei que é triste e horrível, mas, por favor, lembre-se de que você não é menos mulher apenas porque não pode gerar um bebê ou porque precisa que seus lábios vaginais sejam reconstruídos com a pele do seu traseiro Você é incrível.

8. Faça piadas.

Meu Deus, como é bom dar risada, né? É muito mais DIVERTIDO fazer piada sobre coisas horríveis. Se não quiser, não há problema algum, mas, se conseguir rir do fato de que agora foi tocada por mais médicos do que amantes (como eu), então você é minha nova melhor amiga. Vamos sair e tomar um gin.

9. Fique uma noite em casa.

Com você mesma. Além de monitorar sangramentos e inchaços, tente conhecer seu corpo. Toque-o. Sim, isso significa o que você acha que significa. O que sente em sua vagina quando insere seu (s) dedo (s)? Como seus lábios vaginais se sentem quando você os esfrega entre o polegar e o indicador? Se você fizer isso regularmente, notará se há alguma mudança e pode pedir a opinião de um médico caso precise.

10. Cada pessoa lida com o diagnóstico de câncer de forma diferente.

Se você recebeu "a notícia", então realmente sinto muito. É assustador e estranho. Lembre-se de que não há maneira certa ou errada de 'ter' câncer. Não importa se você fala sobre o assunto em cada oportunidade ou nunca profere uma palavra. Apenas se cuide e faça o que é certo para você.

Este post foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Tudo que você precisa saber para evitar o câncer de mama masculino

- Mulheres que fizeram mastectomia viram estrela de campanha de lingerie

Elas sobreviveram ao câncer de mama