OPINIÃO

Querida filha birrenta, eu te amo...

Não somos definidas pelas tempestades, somos definidas pelas vezes que a abracei apertado e pelos "eu te amo" e beijos.

16/08/2017 12:06 -03 | Atualizado 16/08/2017 12:56 -03
Seja o que for, isto é o que quero que saiba.

Querida Filha Birrenta,

Hoje tivemos muitas batalhas, você e eu. Tivemos batalhas no sol, batalhas na areia, batalhas sobre picolés e uma batalha enquanto te arrastava gritando e chutando para dentro de casa. Você estava vermelha e furiosa; eu lutava contra as lágrimas. Tivemos milhares de batalhas, você e eu.

Hoje nossas batalhas foram sobre coisas de criancinhas. Algum dia podem ser sobre toque de recolher ou garotos ou lavar os pratos.

Seja o que for, isto é o que quero que saiba:

Não somos definidas por essas batalhas. Não somos definidas pelas tempestades, somos definidas pelas vezes que a abracei apertado e pelos "eu te amo" e beijos. Não somos definidas pelos dias ou momentos difíceis, somos definidas pelo fato de que amo você e nunca deixarei de amar. Somos definidas pela verdade que nunca desistirei ou me cansarei de você. Você será minha para sempre.

Esses momentos, apesar de serem difíceis e tensos, não me fazem querer estar em outro lugar.

Sim, às vezes, estou furiosa por dentro. Eu me pergunto como é possível que tenhamos feito isso tantas vezes antes. Estou envergonhada, cansada e me pergunto se seria uma mãe melhor se não tivéssemos explosões como esta. Às vezes, eu simplesmente me encolho sob o olhar de desaprovação de estranhos.

E no meu coração? Eu faria isso milhões de outras vezes, minha querida. Eu subiria outros cem degraus de escada enquanto você estivesse chutando e gritando e abandonaria outros mil carrinhos na Target para levá-la ao carro.

Eu a escolho, em toda sua furiosa e fatigante glória, gritando, chutando.

Na maior parte do tempo em que estou presa como agora, apenas quero que você segure minha mão para atravessar a rua e diga: "Ok, mamãe", quando digo "não". Às vezes, estou simplesmente cansada e desgastada para lembrar da minha alegria, mas eu a olho agora pendurada no balcão comendo uma fatia de pão e sorrio.

Eu gosto de você; gosto de seu temperamento forte.

Você não é do tipo a ser dissuadido por uma ou um milhão de consequências. Sua voz é vibrante e, às vezes, acredito que realmente não pode ser tolerada. Tudo bem. Algum dia, você canalizará essa força em algo muito importante ao seu coração.

Nós temos todo o tempo do mundo para nos entendermos.

Algumas pessoas podem chamá-la de dura ou difícil (eu também chamo, às vezes). Algumas pessoas podem se perguntar onde eu busco meu encanto todos os dias... mas elas não veem o que eu vejo. Elas não sabem que, do mar de crianças bem-comportadas, eu escolheria você repetidas vezes.

Depois de um momento de birra, eu a abraço. Nós nos aconchegamos em sua cama, e você me pede para cantar uma canção. Eu respiro fundo, porque você cheira como a luz do sol. Você vale todas as batalhas de hoje e todas as batalhas de amanhã.

Eu te amo,

Mamãe

***

Você pode seguir Jess e sua louca família no Facebook, Instagram e Wonderoak.com. Foto: Graham Johnston.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Esta mãe está cansada de palpites e deu um recado aos vizinhos que cuidam da vida alheia

- A maternidade não é o que completa Taís Araújo. E está tudo bem

25 selfies que mandam a real sobre a maternidade