OPINIÃO

Festival de Cannes terá filmes de 29 países. Veja seleção oficial da 70ª edição

Das 49 películas, doze são dirigidas por mulheres.

13/04/2017 23:41 -03 | Atualizado 14/04/2017 15:54 -03
Philippe Wojazer / Reuters
Delegado-geral do festival, Thierry Fremaux (esq.), e presidente do Festival de Cannes, Pierre Lescure (dir.), anunciam filmes selecionados.

O Festival de Cinema de Cannes anunciou nesta quinta-feira (13) 49 filmes de 29 países para a 70ª edição do evento. Doze foram dirigidos por mulheres e nove são primeiras obras.

Les Fantômes d'Ismael, do premiado cineasta francês Arnauld Desplechin com Charlotte Gainsbourg e Marion Cotillard, abrirá o evento na Riviera Francesa, papel que no ano passado ficou com Café Society, de Woody Allen.

Na competição oficial, Okja, do diretor sul-coreano Bong Joon-Ho é um dos mais aguardados. Co-produção da Netflix e da Plan B, de Brad Pitt, fala sobre a amizade entre um monstro - o Okja do título - e uma garota do campo que viaja da Coreia até os Estados Unidos, com Tilda Swinton e Jake Gyllenhaal. O serviço de streaming americano assina ainda a produção de The Meyrowitz Stories, de Noah Baumbach.

Com Elle Fanning, Nicole Kidman, Kirsten Dunst e Colin Farrell no elenco, The Beguiled, de Sofia Copolla, também terá avant-première em Cannes. A trama começa quando um soldado ferido aparece em um pensionato só para garotas, no meio do nada. Em tradução livre, to beguile significa seduzir, cativar, mas não fica claro quem é o seduzido da história. Com estreia prevista para 23 de junho, o filme é baseado no livro homônimo de Thomas Cullinan. Colin Farrell e Nicole Kidman também atuam em The Killing of a Sacred Deer, do grego Yorgos Lanthimos.

Concorrem ainda à Palma de Ouro Wonderstruck, do americano Todd Haynes (de Carol), Happy End, do austríaco Michael Haneke (de Amour) e L'Amant Double, do francês François Ozon (você pode assistir a um teaser aqui), confirmando previsões feitas por jornalistas internacionais. Le redoutable, de Michel Hananavicius, traz Louis Garrel no papel do famoso cineasta francês Jean-Luc Godard.

Além dos 18 filmes em competição, outros 16 farão parte de Un Certain Regard, como Barbara, de Mathieu Amalric. A seleção Hors Compétition inclui How To Talk to Girls at Parties, de John Cameron Mitchell, com Elle Fanning e Nicole Kidman. O filme é uma adaptação do conto de mesmo nome do escritor Neil Gaiman mas, como ele disse, depois da primeira meia hora, torna-se algo maior.

A edição comemorativa dos 70 anos contará com algumas sessões e eventos especiais, como screenings da aguardadíssima nova temporada de Twin Peaks, de David Lynch, ou a instalação de realidade virtual Carne y Arena do consagrado diretor mexicano Alejandro Iñarritu (de O Regresso). Entre as sessões, 24 Frames, de Abbas Kiarostami - em exibição póstuma - e Come Swim, da atriz Kristen Stewart, que no passado esteve em Cannes com Personal Shopper, de Olivier Assayas.

O Brasil estará representado pelo curta Vazio do Lado de Fora, de Eduardo Brandão Pinto, da Universidade Federal Fluminense, que fará parte da seleção Cinéfondation.

Veja abaixo a lista dos filmes em competição:

AKIN AUS DEM NICHTS, de Fatih Akin

THE MEYEROWITZ STORIES, de Noah Baumbach

OKJA, de Bong Joon-Ho

120 BATTEMENTS PAR MINUTE, de Robin Campillo

THE BEGUILED, de Sofia Coppola

RODIN, de Jacques Doillon

HAPPY END, de Michael Haneke

WONDERSTRUCK, de Todd Haynes

LE REDOUTABLE, de Michel Hazanavicius

GEU-HU, de Hing Sangsoo

HIKARI, de Naomi Kawase

Yorgos LANTHIMOS THE KILLING OF A SACRED DEER, de Yorgos Lanthimos

A GENTLE CREATURE, de Sergei Loznitsa

JUPITER'S MOON, de Kormél Mundruczo

L'AMANT DOUBLE, de François Ozon

YOU WERE NEVER REALLY HERE, de Lynna Ramsay

GOOD TIME, de Benny e Josh Safdie

NELYUBOV, de Andrey Zvyagintsev

Para a lista dos 49 filmes da seleção oficial, acesse aqui.

A programação completa, com todos os horários de exibição, ficará disponível no site oficial uma semana antes do evento.

*Este artigo é de autoria de colaboradores do HuffPost Brasil e não representa ideias ou opiniões do veículo. Mundialmente, o Huffington Post é um espaço que tem como objetivo ampliar vozes e garantir a pluralidade do debate sobre temas importantes para a agenda pública.

LEIA MAIS:

- 5 coisas que você não sabia sobre 'A Bela e a Fera'

- 'Manchester à beira-mar' consegue retratar a dor da perda de forma magistral