OPINIÃO

Para todos que acham que estão ficando para trás

03/03/2016 20:06 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:35 -02
Richard Wareham Fotografie via Getty Images
Middle aged man depressed/suicidal/loosing his mind/upset.

Você não precisa de mais motivação. Você não precisa ser inspirado para agir. Você não precisa ler mais listas e posts sobre como você não está fazendo o suficiente.

Agimos como se pudéssemos ler artigos o bastante e pequenas citações no Pinterest o bastante e, de repente, o pequeno interruptor em nosso cérebro nos colocará em ação.

Mas, honestamente, é sobre isto o que ninguém realmente fala quando se trata de sucesso, motivação, força de vontade, objetivos e produtividade e todos aqueles pequenos jargões que se tornaram populares: você é como você é até que não seja.

Você muda quando quiser mudar. Você coloca suas ideais em ação na hora em que for melhor. É assim que acontece.

E o que eu acho que todos precisamos mais do que qualquer coisa é isto: permissão para estar onde quer que diabos estejamos.

Você não é um robô. Você não pode simplesmente invocar motivação quando você não tem. Às vezes, você está passando por algum problema. Às vezes, a vida acontece. Vida! Lembra-se da vida? É, ela ensina coisas e, às vezes, faz com que você siga pelo caminho mais longo para suas maiores lições.

Você não consegue controlar tudo. Você pode se levantar às 5h da manhã todos os dias até ficar cansado e quebrado, mas, se as palavras, ou a pintura, ou as ideias não querem se concretizar, não irão.

Você pode se mostrar todos os dias para suas melhores intenções, mas, se não for a hora, simplesmente não é a maldita hora. Você precisa se dar permissão para ser humano.

"Se não for a hora, simplesmente não é a maldita hora. Você precisa se dar permissão para ser humano."

Às vezes, o romance não está pronto para ser escrito porque você não encontrou a inspiração para seu personagem principal ainda. Às vezes, você precisa de mais dois anos de experiência de vida antes de transformar sua obra-prima em algo que será real, verdadeiro e original para outras pessoas.

Às vezes, você não está se apaixonando porque tudo o que precisa saber sobre você mesmo apenas pode ser conhecido através da solidão. Às vezes, você ainda não encontrou seu colaborador. Às vezes, a tristeza o rodeia porque, um dia, será a obra sobre a qual você construirá sua vida.

Todos sabemos isto: nossa experiência não pode ser sempre manipulada. Ainda assim, não agimos como se soubéssemos dessa verdade. Tentamos tanto manipular e controlar nossas vidas, transformar a criatividade em um jogo para ser vencido, encontrar um atalho para o sucesso porque outros dizem que o fizeram, processar emoções e incerteza como se estas fossem jornadas lineares.

Você não consegue jogar com o sistema de sua vida. Simplesmente não pode. Não consegue controlar todos os resultados e aspectos como forma de nunca ceder à incerteza e à imprevisibilidade de algo que está além do que você pode entender. É a base da presença: aparecer como você é neste momento e deixar que isso seja o suficiente.

Ainda assim, não agimos de uma forma que sustente este estilo de vida. Preenchemos cada minuto com ferramentas de produtividade e listas com 30 itens de como extrair impulsos naturais e humanos. Muitas vezes nos esquecemos de que somos como somos até que não sejamos.

Somos os mesmos até que sejamos mudados. Podemos nos mover um pouco à frente ao adotar hábitos saudáveis e nos apresentar diante de nossas vidas de uma forma que promova o crescimento, mas não podemos jogar com o tempo.

O tempo é a única coisa à qual muitas vezes nos esquecemos de nos render.

As coisas são escuras até que não sejam. Grande parte de nossa infelicidade deriva da crença de que nossas vidas deveriam ser diferentes do que são.

Acreditamos que temos controle -- e a aversão e o ódio contra nós mesmos vêm desta ideia de que devemos ser capazes de mudar nossas circunstâncias, que devemos ser mais ricos, ou mais sexy, ou melhores ou mais felizes.

Embora a autorresponsabilidade seja empoderadora, pode frequentemente levar a este ressentimento e amargura que nenhum de nós precisa carregar. Precisamos nos esforçar ao máximo e depois nos dar permissão para deixar que qualquer coisa aconteça -- e não nos sentirmos tão direta e vulneravelmente atados aos resultados. As oportunidades, muitas vezes, não aparecem da forma que pensamos que elas irão aparecer.

Você não precisa de mais motivação ou inspiração para criar a vida que você quer. Você precisa de menos vergonha em torno da ideia de que não está fazendo o seu melhor. Você precisa parar de ouvir pessoas com circunstâncias e fases muito diferentes de vida dizendo que você não está fazendo -- ou sendo -- o bastante.

Você precisa deixar que o tempo faça o que precisa ser feito. Você precisa ver lições onde vê barreiras. Você precisa ver que, onde quer que esteja agora, é o que se transformará em sua identidade depois.

"Existe uma mágica além de nós que trabalha de maneiras que não podemos entender. Não podemos jogar com isso. Não podemos fazer uma lista de 10 itens. Não podemos controlar isso."

Às vezes, não somos ainda as pessoas que precisamos ser, para conter os desejos que temos. Às vezes, precisamos nos deixar evoluir para o lugar onde podemos permitir o que queremos que aconteça.

Vamos apenas dizer que, tudo o que você quiser, você quer o suficiente. Tanto que você está se acabando para conquistá-lo. Que tal relaxar?

Talvez sua motivação não seja o problema, mas que você continua empurrando uma pedra para cima de uma montanha que apenas cresce em tamanho à medida que você empurra.

Existe uma mágica além de nós que trabalha de maneiras que não podemos entender. Não podemos jogar com isso. Não podemos fazer uma lista de dez itens. Não podemos controlar isso. Apenas temos que deixar acontecer, dar um maldito passo atrás por um momento, parar de nos machucar até a inconsciência e deixar as engrenagens girar naturalmente. Um dia, isto vai fazer sentido. Acredite.

Permita-se acreditar nisto.

Jamie Varon é uma escritora de Los Angeles. Você pode entrar em contato com ela no Twitter, Instagram e Facebook.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Estou perdido. Quer vir comigo?

- O que significa quando digo 'sofro de ansiedade'

Também no HuffPost Brasil:

Tenha um trabalho, mas também viva!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: