OPINIÃO

O cara que saiu grafitando letras circenses e mudou a cara da Filadélfia

18/08/2015 17:48 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Hoje em dia mandamos mensagens de texto para todo lugar e em todo lugar. Ben Eine parece estar fazendo isso em toda a zona sul de Filadélfia.

2015-08-05-1438741307-8625546-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web18.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

O prolífico artista londrino conhecido pelo estilo muito característico das letras que escreve se posiciona no cruzamento entre grafitagem e arte de rua, com um pouco das duas coisas. E agora também é muralista, depois de ter pintado quase 40 letras em sua fonte "circo" em portas corrediças verticais de residências e empresas aqui em South Philadelphia.

"Começamos quando encontrei umas sete portas de lojas para Ben pintar", contou RJ Rushmore, do Programa de Artes Murais de Filadélfia (Philadelphia Mural Arts Program). "E depois disso ele recebeu autorização para pintar literalmente dezenas de outras." O programa de artes murais tem o dom de promover uma aproximação holística entre os artistas e a comunidade.

2015-08-05-1438741377-7735311-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web17.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

"É ótimo receber feedback positivo de moradores dos bairros onde pinto", disse o ex-grafiteiro, que, quando começou a trabalhar, duas décadas atrás, não costumava pedir permissão. "Quando eu fazia grafite, ninguém, tirando alguns poucos amigos grafiteiros, curtia o que eu pintava. Hoje é o oposto total. As coisas que pinto são felizes. Seria difícil não gostar delas."

A ideia de convidar Eine a vir à cidade nasceu quando Rushmore e a muralista local Shira Walinsky estavam procurando boas maneiras de o programa de murais ganhar a adesão de moradores do bairro originários do Butão, Mianmar e Nepal. Muitos deles são refugiados e se reúnem em um centro de artes e recursos comunitários da região chamado Southeast-by-Southeast.

2015-08-05-1438741733-3621279-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web6.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

A arte de rua já foi acusada de ser instrumento de vandalismo ou então de aburguesamento, mas este programa mural contou com um artista interessado em contribuir algo de positivo ao bairro, lentamente transformando os sentimentos de vínculo e até orgulho.

"Adoramos ver as portas de correr pintadas e achamos que se mais delas fossem pintadas, isso seria uma contribuição positiva para a rua South 7th. Quanto a chamar Ben Eine, especificamente, foi porque curtimos seu trabalho e queríamos ver mais coisas dele em Filadélfia", disse Rushmore. "Além disso, esperávamos que o fato de chamarmos um artista internacionalmente conhecido para pintar perto do Southeast-by-Southeast chamaria mais atenção ao centro comunitário e à população de refugiados do bairro, que não recebe assistência suficiente."

2015-08-05-1438741787-834034-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web4.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

O que os organizadores e o artista talvez não tivessem previsto foi o apoio e entusiasmo da comunidade a partir do momento em que viu como as letras agradavelmente chamativas de Eine alegravam o lugar, nem como tantos vizinhos começariam a pedir que ele pintasse suas portas.

"Acho que foram 39 portas", disse Eine, cansado mas satisfeito. "É o máximo que já pintei num período de quatro dias. Pintar portas de correr a esmo, espalhadas pela cidade, é bacana, mas quando você pinta todas de um quarteirão, muda completamente a dinâmica daquela área."

2015-08-05-1438741836-8093763-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web10.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

RJ conta: "Ben não estava prevendo pintar 39 portas, mas depois de ter feito umas 15, começou a querer pintar o alfabeto inteiro. Foi uma maratona. Por sorte, o interesse dos donos de imóveis só foi crescendo. As pessoas passavam ao lado quando ele estava pintando, curtiam o que estavam vendo e então ofereciam suas próprias portas de correr na mesma rua ou na esquina. O trabalho de Ben se divulgou sozinho."

Perguntamos se ele achou a superfície ondulada das portas metálicas especialmente difícil de pintar. "Depende do que estou pintando. Muros grandes são bons para palavras grandes. As portas de correr são perfeitas para uma letra. São super rápidas de pintar. É quase uma sensação de fazer grafitagem", ele comenta com a lata de spray na mão, talvez pensando nos tempos em que pintava e saía correndo.

Dizem que o projeto ganhou impulso depois de as primeiras pessoas dizerem "sim" ao trabalho de Ben. Savannah e Julio são mulher e marido que possuem um barzinho no coração do bairro e pediram a Ben para pintar suas iniciais nas duas portas de correr de seu estabelecimento.

2015-08-05-1438741897-4738607-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web2.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

Rushmore diz que foi a abertura e generosidade do casal que contribuíram para a divulgação positiva. "Depois que Ben chegou, Julio e Savannah nos emprestaram uma escada." Outros moradores ficaram interessados, e RJ disse que o interesse deles o animou, levando-o a bater em mais portas.

"Houve até algumas pessoas que de início me rejeitaram, mas mudaram de ideia depois de conhecer Ben e ver exatamente o que ele estava fazendo. Não ouviu uma única reação negativa de qualquer pessoa que vive ou trabalha por perto."

Ben Eine diz que está contente porque vai deixar para trás algo com que o bairro possa se identificar e do qual possa se orgulhar. Ele gosta muito da natureza restauradora de programas como o de Artes Murais de Filadélfia.

2015-08-05-1438741943-4343123-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web14.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

"É importante envolver a comunidade nestes projetos de arte", ele diz. "Estas são as pessoas que moram aqui. Eu embarco num avião e voo para outro lugar. Na maior parte do tempo, nem chego a rever o que pintei. Sempre penso em quem vai passar por minhas pinturas todos os dias e como isso vai mudar seu cotidiano."

2015-08-05-1438741987-53191-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web15.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742028-6419402-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web17.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742076-3148215-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web11.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742114-304307-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web1.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742203-6209893-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web13.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742242-5731300-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web5.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742291-8011668-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web3.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438741608-8422078-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web16.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742328-1494074-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web9.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

2015-08-05-1438742369-6665057-brooklynstreetartbeneineSteveWeinikmuralartsprogramphiladelphia0715web12.jpg

(Steve Weinik/Mural Arts Program)

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: