OPINIÃO

Os homens made-in-China

12/02/2016 11:38 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Julia Wheeler and Veronika Laws via Getty Images
Man texting SMS on mobile phone in bed

Quanto a vocês, não sei. Mas aqui em Portugal, todos compramos made-in-China. Roupas, sapatos, malas, esfregões, lustres de teto, secadores de cabelo... Mesmo sabendo que a qualidade não é a melhor. Ou que caia mais um artigo viral na internet falando das condições desumanas em que muitas coisas são feitas. A verdade é que, no dia a dia, acabamos por não nos preocupar com esses pormenores.

Compramos e pronto. Porque é acessível. Porque está perto de nós. E porque precisamos. Não perdemos muito tempo analisando onde é que realmente aquele produto foi feito. E é aí onde quero chegar.

Mulheres: porque fazem o mesmo com os homens? Enquanto aqueles realmente exclusivos, feitos à mão e de boa qualidade são difíceis de encontrar, porque se contentam com as imitações baratas - que é o mesmo que dizer com relacionamentos descartáveis? Porque querem passear uma mala Michael Kors vinda da China se, quando chegam a casa, sabem que ela é falsa e a atiram para dentro do armário?

Eu olho à minha volta, na rua, e Lisboa está cheia de mulheres bonitas. Mulheres inteligentes, interessantes e com vidas fascinantes. E nós queremos homens assim. Estaremos fadadas a ficar eternamente sozinhas por não querermos um made-in-China? Porque é que me vou contentar com aquele que me manda SMS com erros ortográficos? Ou aquele com quem vou jantar e fica bêbado? Ou aquele que traiu a namorada comigo? Ou aquele que manda whatsapps à minha amiga?

2016-02-04-1454608314-5372766-alife_movie.jpg

De Lisboa para o Brasil, estas serão pequenas crónicas que procuram colocar as mulheres a pensar sobre o amor. E os homens também, pois claro.

Porque há homens que (ainda) nos abrem a porta do carro. Há homens que ainda nos querem conhecer antes de nos levar para a cama. Há homens que telefonam ao invés de mandar lixo por SMS. Há homens que nos fazem sentir as mulheres mais bonitas do mundo. Há homens que querem saber se estamos bem. E se não estamos, movem montanhas para isso. Há homens que apanham um avião para nos dar um beijo. Há homens que nos levam o pequeno-almoço à cama ao domingo de manhã. Há homens que nos compram flores. Há homens que nos escrevem cartas de amor. Eu acredito que ainda há homens assim.

E estes não são made-in-China. Estes são difíceis de encontrar, pagamos mais por eles, mas têm garantia de fábrica.

Mas num mundo cheio de imitações baratas, onde é que estes estão?

LEIA MAIS:

- Parem de chamar as mulheres de 'lindas'!

- 'Sororidade' é a palavra que traz a lição mais importante do feminismo

Também no HuffPost Brasil:

10 medos que matam os relacionamentos

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: