OPINIÃO

A culpa pelas mortes em Orlando também é sua, 'cidadão de bem'

13/06/2016 17:45 BRT | Atualizado 13/06/2016 17:45 BRT
NOVO! DESTAQUE E COMPARTILHE
Destaque o texto para compartilhar no Facebook e no Twitter
TIMOTHY A. CLARY via Getty Images
Republican presidential candidate Donald J. Trump speaks at the Saint Andelm College New Hampshire Institute of Politics in Manchester, New Hampshire June 13, 2016. / AFP / TIMOTHY A. CLARY (Photo credit should read TIMOTHY A. CLARY/AFP/Getty Images)

Não adianta fugir agora. Você também é culpado pelos 49 mortos na boate LGBT em Orlando, EUA, neste domingo (12).

Sim, você mesmo, cidadão de bem, que defende o porte de armas e acha que isso vai resolver a violência. Você que enxerga "vitimismo" na comunidade gay, e diz que não existe homofobia. A culpa não é só do terrorismo. É sua também.

Omar Mateen, 29 anos, foi o responsável pela morte de cerca de 49 pessoas, com um ataque a tiros em uma boate LGBT em Orlando, nos Estados Unidos.

Apesar do Estado Islâmico ter assumido a autoria dos ataques, os próprios investigadores e governo norte-americano não encontraram relação direta entre Mateen e a milícia. Apesar disso, o atirador afirmou ter ligações com o grupo.

Mas de qualquer forma, a culpa não foi só do Estado Islâmico. Não foi apenas Omar Mateen que disparou contra dezenas de pessoas. Foi o ódio descontrolado. Foi a homofobia, o preconceito, o moralismo religioso. Foi o cidadão de classe média. Você mesmo, o cidadão de bem.

Você que prega tanto contra o desarmamento, e diz que apenas com o porte de armas de fogo o cidadão de bem vai conseguir se proteger contra o bandido. Mas e quando o bandido, o malvado dessa história, for o próprio cidadão de bem? Como nos protegeremos disso?

Como as pessoas que estavam na boate gay em Orlando se protegeram contra esse cidadão de bem, cheio de boas intenções e de moralidade, disparando contra inocentes?

Você que chama a mobilização LGBT de vitimista. Diz que os homossexuais já possuem direitos demais. Tudo o que eles fazem hoje é chamar atenção, tentar criar uma "super raça".

Segundo você, na palavra de Deus, não existe espaço para nenhum homossexual. Irônico imaginar que foi esse o mesmo pensamento do atirador em Orlando. Será que quando você se olha no espelho, enxerga um terrorista armado?

A culpa é de Bolsonaros, de Felicianos, de Malafaias, de Trumps, mas também da classe política que enxerga questões como armas e causa LGBT um mero "detalhe eleitoral". Defendem o armamento da população não por acreditar na arma, e sim por querer votos. Ataca a comunidade LGBT não por achar necessário o ataque, mas sim porque seus eleitores querem isso. Ou pior: você que se omite sobre o assunto para não perder votos.

O cidadão de bem precisa pagar pelos seus pecados. Não sabemos se será neste mundo. Mas segundo a sua lei, todos aqui temos de prestar conta com Deus quando a vida acabar. Resta saber qual será a punição por sua intolerância e ódio.

*Texto publicado originalmente em Democratize

LEIA MAIS:

- O governo Temer é provisório, mas o estrago é permanente

- O escândalo de Romero Jucá é o reflexo de um governo ilegítimo

Também no HuffPost Brasil:

Atentado em boate de Orlando