OPINIÃO

A Megatriagem é para jovens como ele

Esta ação em vários municípios brasileiros é dirigida a adolescentes de 11 a 17 anos com saúde bucal debilitada.

27/03/2017 17:55 -03 | Atualizado 11/04/2017 16:31 -03

"Quero ficar com as meninas", "eu sei que preciso, que daqui a pouco vou precisar de um trabalho", "eu não consigo comer direito, tem comida que não dá", "ah, na escola me zoam bastante".

A cena é habitual, mas mesmo assim segue impressionando a mim e todos os funcionários da TdB. A cabeça baixa, as mãos no bolso, os olhos sem brilho, a voz calada e a boca o tempo inteiro fechada no que depender dele.

"Abre a Boca, L*". Eu peço. Ele abre e me deparo com um grave problema. Peço para a mãe contar a história deste menino.

"Ele nasceu com isso. Tentamos em três hospitais diferentes. Sempre éramos encaminhados para outro lugar, depois outro lugar, depois outro. Nunca dava certo. Ele ficou traumatizado com dentista. Não queria mais ir. Tinha desistido". Pergunto sobre o SUS, Sistema Único de Saúde, já sabendo a resposta. "Tentamos, mas disseram que só tratam de casos mais fáceis".

É, realmente o caso dele é difícil. Um desafio para um dentista. Mas mais difícil ainda deve ser viver com o "sorriso" assim, não é mesmo? Começo a fazer perguntas para ele. Ele se esquiva como Muhammad Ali. Tenta não responder, responde bem baixinho, com a cabeça sempre baixa.

Isso sim é um caso difícil. Um jovem que não tem amigos na escola, não consegue namorar, beijar na boca, não recebe carinho, não pode abrir a boca que a sensação provocada ao redor é desoladora: aversão, repulsa, vergonha.

Procuramos no registro a escola. Descobrimos que tentamos fazer uma triagem lá no ano passado. Recebemos um e-mail da diretora afirmando que nenhum aluno precisava. Ele já estudava na escola.

Paro com as perguntas. Sei como é complicado ficar falando do seu problema para alguém que acabou de conhecer. Prometi para ele que teria um sorriso bonito assim como prometi para mais de 68 mil crianças.

Dias 27 e 28 de abril teremos a quinta Megatriagem. Uma ação coordenada realizada pela TdB e pela Oral-B em vários municípios brasileiros, da América Latina e de Portugal. Lá nós iremos avaliar novos potenciais beneficiários e fazer o que fizemos com o L.O.: encaminhá-lo a um Dentista do Bem que irá tratar do seu problema bucal até completar 18 anos.

Se você conhece algum jovem entre 11 e 17 anos que devido a uma saúde bucal debilitada não consegue se desenvolver na escola, nos círculos sociais, se alimentar direito, convença seus pais a levarem na megatriagem.

Saiba mais sobre a megatriagem nesta página dos Dentistas do Bem.

Para quem não conhece, esse infográfico pode ajudar a entender um pouco melhor:

German Ger Bedoya

*Este artigo é de autoria de colaboradores do HuffPost Brasil e não representa ideias ou opiniões do veículo. Mundialmente, o Huffington Post é um espaço que tem como objetivo ampliar vozes e garantir a pluralidade do debate sobre temas importantes para a agenda pública.

LEIA MAIS:

- A história que eu não gostaria de ter escrito

- Salve-nos quem puder