OPINIÃO

Goiás proíbe uso de animais em circos. Brasil deveria fazer o mesmo

12/02/2015 14:48 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02
amador_emmanuel34/Flickr

Recentemente, o estado de Goiás uniu-se a outros 10 estados brasileiros que já aprovaram legislação que proíbe o uso de animais em circos. Os demais são Alagoas, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Diversos municípios, nesses e outros estados, também já fizeram o mesmo. Mas por quê?

A resposta é extremamente simples. Usar animais em circos é cruel, imoral e não condizente com a sociedade atual que em grande parte reconhece o que já foi comprovado pela ciência: animais são seres sencientes, que como nós sentem dor, medo, estresse e tristeza - ou felicidade.

Em circos, os animais passam a maior parte de suas vidas em jaulas pequenas que resultam em estresse crônico e grande sofrimento físico e mental. Além disso, eles são mutilados, espancados e submetidos a treinamentos cruéis.

Ursos, leões e tigres têm suas garras e dentes cortados, muitas vezes sem o uso de anestesia. Elefantes são espancados desde bebês para tornarem-se submissos e fazerem coisas que em nada se assemelham aos seus comportamentos naturais. Alguns são forçados a andar em chapas quentes para "aprender a dançar". A lista de maus-tratos é enorme e descrevê-la plenamente provavelmente levaria você, caro leitor, a não terminar de ler esse texto.

O abandono quando esses animais ficam velhos e doentes é frequente. Isso causa um enorme peso para fiscais do Ibama que são forçados a agir de forma emergencial para resgatar animais que são deixados à mingua - e soltos - para morrer de fome e sede. Zoológicos não têm grande interesse em receber tais animais e santuários têm dificuldades financeiras para abrigar todos eles devidamente.

Mesmo sabendo de todos esses problemas, há mais de cinco anos nossos deputados federais adiam a importante decisão de votar o Projeto de Lei 7291/06, que estabelece a proibição do uso de animais em circos no Brasil em nível nacional. Nossos legisladores não estão somente sendo negligentes com os animais, mas também com uma maioria esmagadora da população brasileira que quer essa proibição. De acordo com uma enquete feita pela própria Câmara dos Deputados, mais de 91% dos brasileiros são contra o uso de animais em circos.

Nós, do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, estamos lutando para que essa importante decisão pare de ser adiada, por meio de uma petição no portal Change.org. Mas não vamos por aí. Muitas ações ainda virão em 2015. Em nome do respeito à vida animal e da democracia, já passou da hora do Brasil pôr um fim definitivo nessa barbárie.

VEJA TAMBÉM:

Animais ameaçados pelo aquecimento global