OPINIÃO

Inveja, Orgulho e Ciúmes

12/04/2016 18:18 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

2016-01-19-1453177327-3752646-IOC.jpg

"- Então você é mais esperta do que eu? Aproveitou a minha ausência para mostrar aquela que estava guardando o tempo todo. Você acha que sou bobo? Sou mais esperto que você. Enquanto achava que estava por cima gritando e sorrindo daquele jeito. Instiguei, investiguei, sondei, pedi favores e descobri. Agora quem é mais esperto? Será eu que corri atrás de me magoar com algo que não tenho certeza que aconteceu? Ou você que sabe fingir tão bem que me faz sentir remorso? Eu devo ser um trouxa mesmo. Me pergunto como permiti que isso acontecesse. Pensando bem, eu não deixei nada, foi você! Você quem me traiu! ou existe outro alguém que quer nos destruir?"

A inveja é vizinha de porta do ciúmes. Ela não gosta de ver ninguém feliz enquanto ele não se permite ser feliz. Os dois são provocados pelo medo. Porque quando as pessoas sentem medo elas pensam e fazem coisas horríveis. Mas medo do que? Quem tem medo de ser feliz? Será medo de ser infeliz? Menos feliz? Ou mais infeliz?

O mal sentido do orgulho é procurar dificuldade onde não tem. Criar muros de Berlim que demoram tanto para cair que quando caem a gente entende que nem precisavam ser construídos. Por que fazemos isso? Por que inveja, orgulho e ciúmes (I.O.C.) ainda existem dentro de nós?

Para mostrar que todo o humano é falho e ninguém é tão perfeito quanto quer ser. Difícil se controlar não é? Admitir que você poderia errar da mesma forma anula de imediato todos esses sentimentos. A empatia pode girar a roda pro outro lado.

LEIA MAIS:

- O Brasil é grande o bastante para andar sozinho, mas não sabe o que fazer

- Miopia Amorosa

Também no HuffPost:

Dia Mundial do Orgulho Gay no mundo