OPINIÃO

Ferrou quando demora para colocar a meia

28/06/2016 17:24 -03 | Atualizado 28/06/2016 17:24 -03

2016-06-23-1466716971-4978489-meia_fabio_gava.jpg

Novamente todos chegaram mais cedo do que eu.

Apareci em cima da hora, tem gente que nem foi.

Terça-feira dei uma saída, cinquenta no bolso,

aquela nova série, dinheiro com cheiro de novo, a alma gasta.

Nessa fui ficando todo torto, meio morto, escrevi aqui o que queria gritar.

As mesmas ambições, mundo lotado de conspirações.

A pinga, a breja, o nó na garganta que me impede de gritar.

Deixei de lado, não existe mais pecado. Tudo morre aqui sem ninguém saber.

O que importa é que se eu não fingir, não tenho mais que mentir.

Do início ao fim, esse foi o caminho que escolhi para mim.

Não sei, mas me fez crer que na verdade nada era o que parecia ser.

Agora parcelo a minha decepção em 12 vezes no cartão.

Acordar de manhã está triste, parece pássaro sem alpiste.

Xiu ai, sem drama vai! Já levantei da cama.

Coloquei a meia, afinal assinei um contrato, por mais uns dias frustado.

(A ilustração e a cocriação do texto foram feitas pelo artista plástico Fabio Gava)

LEIA MAIS:

- O Brasil é grande o bastante para andar sozinho, mas não sabe o que fazer

- Inveja, Orgulho e Ciúmes

Também no HuffPost Brasil:

Ansiedade e depressão, em quadrinhos