OPINIÃO

Geraldo Alckmin reeleito: O que não esperamos ver (DE NOVO) nos próximos quatro anos, governador

05/10/2014 21:35 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02
Montagem/Estadão Conteúdo

OK, Geraldo Alckmin (PSDB) teve mais de 57% dos votos válidos.

A maioria da população de São Paulo quis reelegê-lo.

Viva a democracia!

Agora, esperamos que, nos próximos quatro anos, não haja reprise de cenas que pegaram muito mal para o governo tucano.

Desocupação violenta de Pinheirinho

A violência policial na desocupação do terreno em São José dos Campos, em São Paulo, foi alvo de denúncias de entidades internacionais.

Mulheres grávidas, moradoras da ocupação, denunciaram que foram agredidas durante a reintegração de posse.

Não, São Paulo não merece isso de novo, governador.


Repressão de protestos e prisão de ativistas pacíficos

Eles participavam de manifestações.

Fábio Hideki Harano.

Rafael Marques Lusvargh.

O Brasil Post contou a história desses dois ativistas que foram classificados de perigosos black blocs pelo secretário de Segurança de Alckmin, Fernando Grella, e pelo próprio governador.

Segundo eles, a dupla liderava os mascarados, envolvidos com atos de violência.

Sim, eles eram manifestantes, mas pacíficos.

Foram acusados de incitar crime por carregar supostos explosivos em dia de protesto.

No entanto, laudos mostraram que não havia nada inflamável com eles.

Eles eram inocentes, mas foram condenados publicamente por autoridades e, por tabela, pela imprensa mainstream e pela opinião pública.

Protestar não é crime, é um direito assegurado pela Constituição.

É liberdade de expressão.

Não, São Paulo não merece isso de novo, governador.

hideki

protesto

Racionamento de água

Está faltando água em várias municípios de São Paulo.

Itu, Bauru, diversos bairros da própria capital paulista.

São vários lugares onde os moradores sentem a pressão menor nas torneiras.

E vivem uma situação de racionamento velado.

Por causa da campanha eleitoral, não se pode falar que está faltando água.

E, por isso, muita gente continua lavando, tomando banho, sem poupar.

Mas o senhor disse no último debate que não vai faltar.

É bom que temos anotado e gravado por todos os telespectadores da Globo no estado.

Porque São Paulo não merece mais racionamento, governador.

agua

Se essas cenas não se repetirem, e se essa crescente violência policial diminuir de verdade, o senhor poderá seguramente fazer um governo muito melhor, e seguramente mais humano, que o atual.

MAIS ELEIÇÕES NO BRASIL POST:

Presidenciáveis votam em suas zonas eleitorais