OPINIÃO

Todos deveriam ver Jout Jout e Gabriel Estrëla conversando sobre Aids

05/08/2015 15:39 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02

2015-08-05-1438779337-9909358-JoutJouteGabriel.jpg

Quem acompanha a youtuber JoutJout deve ter percebido como o canal está com uma pauta bastante diversificada. Os temas mais recentes foram gente que se mete na vida dos outros, cachorro no cio, privadas indesejáveis, entre outros.

Todos rendem boas risadas e ótimos momentos de entretenimento, mas o bate-papo com o ator Gabriel Estrëla tem tudo isso e diversos esclarecimentos de um tema importante: AIDS. Ele é criador do musical autobiográfico Boa Sorte, sobre a experiência de um jovem homossexual e soropositivo. Saiba mais na entrevista com ele aqui no Brasil Post.

A conversa dos dois mostra da maneira mais leve do mundo (como tudo deveria ser) diversos detalhes sobre a doença.

Posso estar enganado, porém parte do que eles falam não é tema de debates em família ou das comunicações do Ministério da Saúde. Destaco a diferença entre AIDS e HIV, a existência da PEP (a profilaxia pós-exposição), o que acontece com quem esquece de tomar os remédios e a necessidade de quebrar paradigmas como associar o HIV ao comportamento de "pessoas promíscuas".

O vídeo me lembrou a série Viral, do Porta dos Fundos. De forma leve e com ótimo roteiro, conta a história de Beto: o personagem descobre estar com HIV e resolve contar para as últimas pessoas com quem fez fez sexo. Publicada em abril de 2014, os quatro episódios somam audiência de quase 12 milhões de visualizações.

No Brasil, são 39 mil novos casos de AIDS todos os anos, segundo dados de 2014 do Ministério da Saúde. Precisamos de mais informações sobre o assunto e, quem diria, o YouTube está ajudando a propagar esse conhecimento.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


VEJA TAMBÉM:

Príncipes da Disney na prevenção da aids