OPINIÃO

Top 8 estilistas portugueses que valem a pena conhecer

28/03/2016 17:35 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02

2016-03-18-1458323916-3805328-ASC_Moda_Lisboa_Kiss9381.jpg

Mais precisamente durante os dias 11, 12 e 13, aconteceu a 46ª edição da Moda Lisboa - com as apresentações das coleções Outono-Inverno 2016/17. Para quem não sabe, a semana de moda portuguesa existe há 25 anos e foi idealizada por Eduarda Abbondanza e Mário Matos Ribeiro, dupla que respondeu afirmativamente a um convite feito pelo Pelouro de Turismo da Câmara de Lisboa, em 1991. O objetivo principal era defender a criatividade da moda nacional para, através dela, colocar Portugal no mapa internacional. E indo um pouco na contramão das já tradicionais semanas de moda como Londres, Paris e Milão, resolvi trazer um pouco da moda portuguesa para nós, brasileiros. Por isso mostro 8 revelações da moda made in Portugal que valem a pena serem observadas.

Confiram abaixo, em ordem alfabética, as coleções recém-saídas das passarelas:

Alexandra Moura

2016-03-18-1458323872-2766145-AlexandraMoura.png

Extremamente elegante e com aposta certeira na escolha dos tecidos, a principal inspiração de Alexandra veio de Anohni, dos Antony and the Johnsons. O preto prevaleceu por quase toda a coleção, mas vale destacar as peças estruturadas com detalhes riquíssimos (como mostra a terceira produção, na foto acima).

Carlos Gil

2016-03-18-1458324011-3340849-CarlosGil.png

Um dos favoritos do momento apostou em uma cartela de cores ultra colorida e romântica. Para a Vogue Portugal, Carlos conta que o trabalho para finalizar a coleção foi exaustivo, "mas é tudo para deixar a coleção elegante e, principalmente, sedutora". Destaque para a junção do estilo retro ao contemporâneo.

Christophe Sauvat

2016-03-18-1458324147-4654999-ChristopheSauvat.png

A coleção de Christophe foi toda inspirada no Peru, trazendo a lã, os bordados e outras técnicas manuais para as passarelas. Suas peças contam com uma pegada boho, em uma mistura de padrões e sobreposições bem interessante.

Dino Alves

2016-03-18-1458324210-6978402-DinoAlves.png

Nem é preciso ler o press release da coleção para perceber que as princesas e o estilo romântico foram pauta. As coroas, feitas com ganchos, complementaram esse ar lúdico e muito feminino.

Filipe Faísca

2016-03-18-1458324259-4989500-FilipeFasca.png

Sua coleção veio, segundo ele, da tentativa de unir passado e futuro, "já que vivem em simultâneo". Além disso, Filipe quis mostrar que a beleza não tem idade, abrindo o desfile com uma modelo idosa. Detalhe para os sapatos pretos com meias.

Luís Carvalho

2016-03-18-1458324323-7796522-LusCarvalho.png

A inspiração do Luís foi o gelo, em uma cartela de cores bem sóbria (como o branco, o preto, o cinza e o berinjela). Muito diferente das outras coleções, o estilista trouxe uma onda mais minimalista em cores nem tão aparecidas.

Miguel Vieira

2016-03-18-1458324376-3762154-MiguelVieira.png

Os tons de azul e preto prevaleceram durante quase todo o desfile. Nas peças femininas, podemos notar o traço simples e de linhas estruturadas. Já nos homens, a aposta ficou nos lenços, todos amarrados ao pescoço.

Pedro Pedro

2016-03-18-1458324426-104574-PedroPedro.png

Um dos mais reconhecidos estilistas portugueses, Pedro trouxe uma coleção clássica em uma cartela de cores belíssima - como o verde oliva, que promete ser a cor do próximo inverno. As peças de destaque foram, sem dúvida, as bombers volumosas e os maxi casacos, todos com uma pegada grunge mais sofisticada.

LEIA MAIS:

- Estas 8 mulheres querem que você viva a sua própria beleza

- Pelas janelas do mundo: Uma entrevista com o fotógrafo André Vicente Gonçalves

Também no HuffPost Brasil:

Produtos ridículos para mulheres "finas"