OPINIÃO

Alergia a gente chata: principais sintomas, diagnóstico e solução

04/08/2015 17:42 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02
Tetra Images via Getty Images

Texto originalmente publicado no blog da kikacastro:

Eu sempre tive muita alergia, mas só a poeira. É mexer com meus livros e começo a espirrar. Ou abrir aquele cobertor que estava guardado há muito tempo. Descobri que tinha um nome -- rinite -- e até fiz um texto só em homenagem aos riniteiros que sofrem com essa alergia, como eu. Mas, de uns tempos pra cá, comecei a desenvolver uma segunda alergia, muito mais intensa: a gente chata. Ou mala. O primeiro sintoma é impaciência aguda. A pessoa começa a falar merda e eu já crio um bloqueio no cérebro, deixo de escutar e, se for preciso manter a aparência de educação, só balanço a cabeça, nodding irresponsavelmente. O segundo sintoma, mais severo, é a manifestação de antipatia. Por fim, em casos raríssimos de gente chatíssima mesmo, de galocha e sem rodinhas (pode?), acabo apelando para as patadas -- um antídoto nem sempre eficaz.

Desde que essa alergia surgiu, há uns poucos anos, está cada vez mais forte. E o pior: os chatos começaram a se multiplicar, talvez porque os meus sintomas não permitam que eles passem batido mais. É gente se gabando de tudo o tempo todo, é gente se superhiperexpondo nas redes sociais, é gente criando picuinha só porque tem uma opinião diferente da sua, é gente que só reclama de tudo o tempo todo, é gente que acha que sabe de TUDO DO UNIVERSO e fala com a pompa dos especialistas, é gente querendo chamar a atenção sobre si o tempo todo (sabe aquela que fala gritando pro escritório inteiro notar que ela está lá?), é gente dando pitaco sobre TUDO na sua vida sem você pedir, é gente sem educação que nem te cumprimenta quando vê na rua, é gente que quer que tudo seja feito do jeito dela, é gente que fica tentando te convencer/converter o tempo todo (em religião, política, futebol, gosto musical, culinário, whatever), é gente que só lê o título do texto e já vai meter o pau numa ideia que nem sequer foi defendida pelo autor, NÓ!, tem de tudo. Às vezes bastam cinco minutos de conversa para meu alarme de [chato detected] apitar: AAAAAAAAH-TCHIIIIIIMMMMM!!!!

Alguém mais sofre dessa mesma alergia que eu, com os sintomas listados no primeiro parágrafo? Mais importante: alguém aí se identificou com os sinais de chatura ou malice do segundo parágrafo? Se você tem os hábitos que lembrei logo aí em cima (pior ainda se tiver mais de um), faz favor de vestir a carapuça e dar um jeito de mudá-los. A solução está contigo mesmo, meu amigo! Pelo bem da maioria de gente fina, elegante e sincera que existe neste mundão de deus ;)

Leia também:

faceblog ttblog

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: