profile image

Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura

Movimento para desenvolver economia de baixo carbono

A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura é um movimento composto por empresas, associações empresariais de vários setores, centros de pesquisa e organizações da sociedade civil, que propõe ações e influencia políticas públicas para o desenvolvimento de uma economia de baixo carbono, tendo como base o uso da terra. Ou seja, produzir, com ganhos econômicos e preservar o meio ambiente, reduzindo e mitigando as emissões de gases do efeito estufa (GEE). Assim, a Coalizão fomenta a criação de empregos de qualidade, o estímulo à inovação, à competitividade global do Brasil e a geração e distribuição de riqueza a toda a sociedade.
TeerawatWinyarat via Getty Images

Por que o biodiesel é importante para o clima e para a economia

Cabe ainda destacar a oportunidade que o biodiesel oferece ao óleo de fritura usado, que pode ser aproveitado como matéria-prima. Assim, além de gerar emprego e renda no processo de reaproveitamento desse resíduo, evita-se a contaminação de bilhões de litros de água que precisariam ser tratados pelas empresas de saneamento para serem reaproveitados pelo homem. Ao mesmo tempo, o óleo de fritura não reciclado ameaça a fauna e a flora aquática de rios, lagos e mares.
13/01/2017 17:53 -02
Eric Raptosh Photography via Getty Images

O que o Brasil tem a ensinar e a aprender sobre o combate ao desmatamento

O mundo assiste de perto o que se passa com o uso do solo no Brasil. O fato de não termos equacionado todas as dificuldades não nos exime da obrigação de compartilhar nossos avanços, em especial com outros países tropicais em desenvolvimento -- bem como, e inclusive por isso --, de procurar neles e em alianças globais as soluções para nossas dificuldades.
12/12/2016 11:59 -02
Jim Young / Reuters

Como a agropecuária pode contribuir para enfrentar as mudanças do clima?

Estamos na época da COP, a conferência anual do clima, que acontece em Marrakesh, no Marrocos, em 2016. Os representantes dos países que estão reunidos lá, de 7 a 18 de novembro, devem articular as ações que atendam aos compromissos de redução de emissão estipulados em Paris no ano passado. O Brasil tem um papel muito importante, por exemplo, porque é um dos maiores produtores de alimentos do mundo. As metas do Brasil são audaciosas e, daqui para frente, espera-se que o país construa, e rápido, uma estratégia eficaz para alcançá-las.
14/11/2016 14:38 -02
Pedarilhos via Getty Images

Por que abastecer o carro com etanol vale a pena?

Na área de saúde, o etanol contribui para reduzir a ocorrência de doenças. Um estudo do Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental da Faculdade de Medicina da USP concluiu que o uso do etanol em oito metrópoles do país reduz 1.500 mortes por problemas cardiorrespiratórios e quase 10.000 internações anuais. Por todos esses motivos, vale a pena abastecer o carro com etanol, sempre que possível. Sua saúde e o meio ambiente agradecem.
13/10/2016 14:34 -03
LUIS ROBAYO via Getty Images

Como captar R$ 70 bilhões para conservar a Amazônia?

O momento é oportuno e urgente para elaborarmos novos arranjos e estratégias para que esse volume de recursos chegue a quem efetivamente precisa dele. É necessário retomar o diálogo e a confiança entre o governo federal e os grupos envolvidos na construção de um marco regulatório robusto para REDD+, em nível nacional. Afinal, o desmatamento tem aumentado também em outros biomas, como o Cerrado.
27/09/2016 18:20 -03
Charles Platiau / Reuters

O que é uma economia de baixo carbono, afinal?

E o que é uma economia de baixo carbono? São várias as definições: atividades produtivas que emitem pouco ou nenhum gás causador do efeito estufa (GEE, no jargão, ou carbono), mais eficiência nos processos produtivos, menos pressão sobre recursos naturais, responsabilidade social e ambiental em toda a cadeia produtiva. Para o grupo que criou a Coalizão, a economia de baixo carbono envolve tudo isso, e, principalmente, é pautada pelo "e": ou seja, produzir com ganhos econômicos e cuidar para que os GEE não comprometam a existência humana na Terra.
23/09/2016 15:36 -03