OPINIÃO

Lollapalooza Brasil: Dicas de sobrevivência para quem vai hoje

06/04/2014 11:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:23 -02

Teste de sobrevivência, assim pode ser definido o primeiro dia do Lollpalooza Brasil. Com os palcos distantes uns dos outros, caminhar se torna um exercício muito mais frequente do que assistir aos shows em si. Ainda assim, a maior parte do dia foi de tranquilidade, boas apresentações e dificuldades mínimas. O problema é quando a noite começa, o fluxo de pessoas aumenta e é difícil circular pelo Autódromo. Para quem vai ao evento hoje (06), aproveite minhas cinco dicas de sobrevivência.

#01. Kit sobrevivência

Durante o dia se cubra de protetor solar. Está quente e não há sombra em momento algum durante a travessia dos palcos - apenas nas áreas de descanso. Beba muita água. O número de pessoas desmaiadas ontem era enorme, principalmente nos instantes finais do evento e na volta para casa. Não falta gente vendendo água e refrigerante durante todo o dia. Pode trazer seu casaquinho. Quem veio com pouca roupa sofreu. A noite estava fria e como o Autódromo não possui barreiras naturais, o vento castigou bastante. Também não esqueça da barrinha de cereal, protetor labial e óculos escuros.

#02. Escolha bem o show que você quer ver

havia alertado sobre a distância entre os palcos em outro texto, mas com o fluxo imenso de pessoas dentro do festival, a dificuldade em circular entre um palco e outro é ainda maior - quase impossível em alguns pontos de cruzamento. O segredo é se concentrar apenas entre dois palcos - de preferência Interlagos e Skol, com rápido (na medida do possível) acesso.

#03. Melhores lugares para assistir aos shows

Fique sempre na direção contrária ao fluxo de pessoas. Palco Skol, permaneça no lado direito; Palco Interlagos, fique ao lado direito - aproveite para comer e beber ali, é o lugar mais tranquilo de todo o festival em se tratando da região dos shows; Palco Ônix, lado esquerdo, contornando a casinha de som e descendo o morro. O palco Perry é o mais tranquilo de todos, está sempre desafogado e ainda é protegido do sol.

#04. Bateu a fome?

Sim, está difícil comprar comida. Como as áreas de alimentação ficam próximas aos espaços de movimento do público, fila é o que você mais vai encontrar. O melhor é chegar cedo, aproveitar enquanto a circulação ainda é baixa e se alimentar bem, afinal, você vai gastar energia. Na dúvida busque as áreas de alimentação no palco Interlagos, é sempre rápido comprar bebida e comida por lá. Se quiser provar do Chef Stage, chegue cedo ou torça para ser atendido mais tarde.

#05. Hora de voltar

O segredo é pegar ônibus/taxi ou ir até uma estação posterior/anterior ao Autódromo. O fluxo de pessoas na noite de ontem (05) era enorme, porém, a quantidade de pessoas que conseguiam embarcar por trem era mínima. Mais uma vez: não esqueça de comprar a passagem antes. Compre bilhete e não carregue o cartão, para passar é mais rápido.