OPINIÃO

Falha permite que hackers invadam carro pela internet - e desliguem os freios

22/07/2015 16:18 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
dayblakelydonaldson/Flickr
Thousands of Chrysler vehicles can be hacked into from any computer connected to the internet, cutting out breaks, steering and transmission, according to two security experts and hackers who spend the last year creating a Uconnect hack. Recently, a 2014 Jeep Cherokee was tested out by WIRED e... thespeaker.co/technology/chryslers-can-now-be-hacked-brak...

Uma falha de segurança no sistema Uconnect, que é usado pela Fiat Chrysler nos EUA, permite que hackers assumam remotamente o controle do carro. Além de praticar traquinagens inocentes, como acionar o limpador de pára-brisa e controlar o rádio e o ar-condicionado, o agressor também poderia fazer coisas mais sérias - como monitorar a localização do carro, desligar o motor e, com o veículo até certa velocidade, desativar os freios. Tudo pela internet, sem fios.

O problema, que é gravíssimo, foi descoberto pelos hackers americanos Charlie Miller e Chris Walasek, e revelado pela revista "Wired". A brecha existe porque os carros se conectam à internet usando a rede da operadora americana Sprint. Ela tem falhas de segurança que permitem ao agressor localizar os endereços IP de carros com o sistema Uconnect - e a partir daí, explorando outras brechas, invadir o computador de bordo dos veículos.

A montadora já liberou uma atualização de software para corrigir o problema. Ele só afeta carros com o sistema Uconnect (como o Jeep Cherokee, o Fiat 500L e alguns modelos Dodge) e que estejam na rede da operadora Sprint. Ou seja, não há risco no Brasil. Mas o caso é de deixar os cabelos em pé, porque abre um precedente tecnológico gravíssimo. Demonstra, pela primeira vez, que é possível hackear um automóvel à distância - a ponto de causar acidentes.

VEJA TAMBÉM:

Principais lançamentos da Apple