OPINIÃO

Os motivos que te impedem de viajar

16/12/2014 23:11 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02
Anja Hild via Getty Images

Vejo que muitas pessoas gostariam de viajar por aí, se pudessem encontrar alguém para acompanhá-las, ou se tivessem mais dinheiro, ou se falassem outra língua. A lista de razões que algumas pessoas têm para não cair na estrada e realizar sua viagem dos sonhos é longa e variada, mas há algumas desculpas comuns que muitos usam para não seguir em frente. A verdade é que não há desculpas. Depois de ler o texto abaixo, pode começar a fazer as malas!

Não ter dinheiro

Esse é provavelmente o motivo número um que as pessoas dão para não viajar, mas é também o mais fácil de resolver. Em primeiro lugar, você precisa pensar em formas de ter mais dinheiro, e em segundo lugar, você precisa aprender tudo sobre as maneiras mais baratas de viajar.

Se você tem o objetivo concreto de viajar, você precisa pensar nas economias que faz para esse propósito e, assim, poupar vai ser muito mais fácil. Escolha um método que funcione para você, como transferir uma quantidade de dinheiro por semana ou por mês para uma conta poupança em que você não irá tocar, ou então pegar freelas extras (se sua área de atuação permitir) e guardar todo o dinheiro que você ganha deles. Se você está pensando em viajar por um período mais longo, então não descarte a ideia de trabalhar durante a viagem, seja em um bar ou restaurante ou em algo na sua área, se for possível.

Se você estiver preparado para ser nada convencional - o que significa evitar excursões pagas e hotéis de quatro estrelas -, há então tantas formas de viajar sem falir sua conta bancária. Você tem muitas opções de hospedagem, como casas de família, hostels ou CouchSurfing (entre outros que você confere aqui). Fazendo um a boa pesquisa online você pode economizar muito em vários itens caros, como passagens aéreas.

Não ter com quem viajar

Você sonha em atravessar os EUA de carro ou mochilar pela América do Sul, mas você não consegue convencer ninguém a ir com você, certo? Essa é mais uma desculpa comum e, como falta de dinheiro, é uma razão bastante justa, mas não deve ser o suficiente para impedi-lo de viajar.

Mais uma vez, existem várias soluções. A mais óbvia é a de seguir carreira solo, o que é uma experiência extremamente gratificante. Na verdade, não há realmente o "viajar sozinho", porque você facilmente vai se deparar com outros viajantes solitários ao longo do caminho e muitas vezes vão fazer planos juntos para pelo menos parte de sua viagem.

A outra possibilidade é buscar online um companheiro de viagem. Isso é algo que eu nunca tentei, mas há pessoas que tiveram sucesso com anúncios em sites e fóruns que têm um ramo inteiro dedicado a companheiros de viagem.

Não falar outra língua

Muitas pessoas ficam completamente aterrorizadas ao pensar em uma viagem para um lugar onde não falam o idioma. É verdade que as coisas podem ficar complicadas se você está à procura da sua hospedagem e não consegue encontrar as palavras para pedir as direções, ou se você acabar comendo alguns alimentos bastante bizarros, porque não entende o menu do restaurante, mas acho que os viajantes mais relutantes superestimam muito a importância de ser fluente em uma língua.

Há muitas soluções para problemas como esse. Se você pensar bem, perceberá que existem muitas formas de se comunicar e que, mesmo em nossa própria língua, a abundância de nossa comunicação é não-verbal. No restaurante, você pode apenas apontar para algo que outro cliente está comendo e o garçom vai pegar a mensagem. Se você está procurando o seu hostel, você pode mostrar a alguém o endereço e eles vão descobrir rapidamente o que devem apontar.

A melhor maneira é tentar aprender um pouco da língua falada em seu destino, nem que seja por sites como o busuu. Sabendo apenas algumas frases-chaves, e com a ajuda de um dicionário decente, você vai se sair bem - e as dificuldades se tornarão histórias engraçadas para contar quando chegar em casa.

Ter de se demitir e isso pegar mal no currículo

Outra preocupação que muitos têm é que tirar férias ou sair do trabalho para fazer uma longa viagem pode ser prejudicial para as suas carreiras. Claro que há os prós e contras disso e é algo que só você pode pesar na sua vida, mas eu diria que há duas razões para cair na estrada: primeiro, a experiência internacional é cada vez mais atraente para os empregadores e, segundo, se você se aposentar aos 60 anos e olhar para trás em sua vida, você ficaria mais feliz pensando que manteve seu trabalho todo esse tempo ou que teve coragem de largá-lo para realizar seu sonho de viajar por um tempo? Isso depende das prioridades de cada um.

O que posso afirmar é que deixei de estar empregada em boas empresas para viajar e minhas viagens mudaram minha visão sobre a vida, tanto é que eu não voltei para a vida corporativa. Talvez o mesmo possa acontecer com você, ou talvez você irá ter experiências incríveis na estrada e conhecerá muita gente especial e depois voltará para a sua carreira feliz, porque você teve a chance de viajar.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

VEJA TAMBÉM:

Lugares para visitar antes que virem ‘hits'