OPINIÃO

9 fatos interessantes sobre Ada Lovelace

27/02/2015 19:30 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Lady Ada foi uma cientista notável, dona de um charme e sedução sem igual. Veja aqui uma lista de nove razões pelas quais ela é basicamente a figura histórica mais legal de todos os tempos.

2015-02-15-AdaLovelace_portraitcaption.png

1. Ada é considerada por muitos como a primeira programadora de computador do mundo. Em 1833 ela conheceu o brilhante matemático inglês Charles Babbage, que se tornou o seu amigo pelo resto da vida. Ada ficou muito curiosa com a sua ideia de uma "Máquina Analítica - uma máquina que faria cálculos mecanicamente, projetada pelo menos 100 anos antes do computador digital. Em 1842, o matemático Louis Menebrea publicou um relato que descrevia a Máquina Analítica, que depois seria traduzido do francês para o inglês por Ada para Babbage. No artigo ela incluiu um conjunto de anotações originais que explicavam o método específico para fazer cálculos, que hoje é reconhecido como sendo o primeiro algoritmo

2015-02-15-AnalyticalEngine_caption.png

2. Ela era filha do grande poeta inglês Lord Byron, figura que liderou o Movimento Romântico e um dos mais influentes poetas britânicos. Devido à sua fama e extravagância, ele é considerado por alguns como a primeira celebridade da era moderna. O seu estilo de vida extravagante e debochado teria se encaixado perfeitamente com os reality shows de hoje.

2015-02-15-LordByron_portraitcaption.png

3. Na época, ela era conhecida como "A Encantadora dos Números"-- um apelido carinhoso dado a ela por Charles Babbage, que com certeza ela fez por merecer. Ada se considerava uma "metafísica" e dizia que a sua maneira de pensar era uma "ciência poética", que incluía a descrição de matemática usando metáforas floreadas e imaginação.

4. Ada foi uma das primeiras pensadoras a especular sobre a inteligência artificial. Apesar de reconhecer o potencial extraordinário da computação, ela nutria um pessimismo declarado sobre a idéia, dizendo:

A Máquina Analítica não tem pretensão alguma de criar qualquer coisa. Ela pode fazer qualquer coisa que soubermos lhe ordenar que faça.

Esse tópico continua sendo muito debatido até os dias de hoje.

5. Suas anotações revelam que ela já previa o potencial para a música gerada pelo computador. Antes de adoecer, ela havia escrito uma carta para sua mãe dizendo que estava trabalhando com "certas produções" que exploravam o relacionamento entre a música e matemática. Mesmo naquela época ela já sabia que um dia a Máquina Analítica poderia ser usada para compor melodias complexas e elaboradas de qualquer tipo.

6. A mãe de Ada, que também tinha um apelido curioso - "A Princesa dos Paralelogramas" foi quem a ensinou sobre matemática e ciências quando criança. Isso era raro, já que na época as mulheres não deveriam se preocupar com tais questões. Curiosamente, isso foi feito principalmente como forma de prevenção da insanidade, que ela temia que Ada tivesse herdado do seu pai, a quem ela odiava.

2015-02-15-AdaLovelace_childcaption.png

7. O fascínio de Ada com a magia era conhecido por todos. Babbage deu a ela um segundo apelido - "Lady Fairy" (Senhora Fada) -- depois que ela começou a investigar como um ser humano poderia voar. Ela estudou a anatomia dos pássaros e testou vários desenhos antes de escrever um livro ilustrado chamado Flyology. Ao descrever algumas de suas dificuldades com a matemática, ela disse certa vez,

Muitas vezes sou lembrada de alguns de algumas criaturas lendárias como fadas, das quais lemos que ora que hora apresentam uma forma e no próximo momento já apresentam outra bem diferente.

8. Aos 20 e poucos anos,a Lady Lovelace desenvolveu um sério vício de jogatina. Depois que ela e um grupo de amigos do sexo masculino tentaram em vão criar um modelo matemático para vencer as apostas de cavalo ela ficou profundamente endividada. A sua situação ficou tão ruim que ela teve que secretamente penhorar jóias da família do marido duas vezes, apenas para comprá-las de novo por um preço mais alto.

9. É uma triste coincidência que, igual a seu pai, Ada viveu apenas até os 36 anos. Ela morreu como resultado de um câncer no útero, combinado com a sangria que os médicos fizeram na tentativa de tratar o câncer. Segundo o seu desejo, ela foi enterrada ao lado do seu famoso pai a quem ela nunca conheceu, mas com quem ela sempre sentiu uma profunda conexão.

Ada Lovelace realmente mais parece a personagem de um livro, mas será para sempre a rainha da computação.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.