profile image

Patrícia Sebastiany Pinheiro

Escritora e estudante de Psicologia

Patrícia Sebastiany Pinheiro, 21 anos, escritora e estudante de Psicologia.
NA via Getty Images

Quem constrói trilhos sabe da existência dos trens

Mas o importante é que, desde que saibamos descartar aquilo que não nos acrescenta e que não façamos - ativamente - mal a ninguém, possamos carregar serenidade suficiente para encontrarmos felicidade no processo - afinal, SOMOS processo; motivação para não perdermos o encanto dos detalhes e construirmos trilhos, ainda que não tenha um trem para passar; e, acima de tudo, o otimismo necessário para que estejamos abertos e prontos para colher todas as felizes aleatoriedades da vida.
29/08/2016 10:24 -03
Shutterstock / Kuzma

O amor começa tarde

O amor começa não só na euforia das noites de sexta-feira, mas nos tédios compartilhados de domingo; não só na sinfonia do encontro de timbres, mas no descobrimento da paz que mora dentro dos silêncios cotidianos. O amor começa depois. Depois que aquela vida que nos tira o ar tantas vezes, for também a mesma que, simplesmente por existir e respirar, nos dá coragem e vontade de continuar fazendo o mesmo.
28/03/2016 16:30 -03
Reprodução

Não é fácil deixar ir

Conheço adultos que mantêm, na casa dos pais, caixas e caixas contendo todos os brinquedos de sua infância. Elas ficam lá apenas para garantir o afago da memória; intocadas e ocupando o lugar do novo.
16/10/2015 12:18 -03
AK Rockefeller/Flickr

Quem é a 'mulher para casar'?

Vemos reforçada a ideia de que mulher para casar é aquela focada, dócil, estável em todos os sentidos e que reclama pouco. Há, ainda, os que com boas intenções têm defendido o contrário: que mulher que dá no primeiro encontro, essa sim é pra casar. Acho isso igualmente problemático, pois defendo a liberdade da mulher de dar quando e quanto ela bem entender, sem que isso seja visto como nada além da satisfação voluntária dos seus desejos.
08/04/2015 18:10 -03
mikecogh/Flickr

'Afinal, o que querem as mulheres?'

Muitas pessoas, em sua maioria homens, afirmam que as mulheres não sabem o que querem, que se contradizem e mudam de opinião acerca de tudo a todo tempo. Da mesmíssima forma como ocorre com o sexo masculino, podemos mudar de opinião constantemente, descobrir e redescobrir nossos desejos, ir do amor à indiferença, se assim quisermos. Mas, pensando nas mulheres com quem convivo, posso assinalar algumas coisas que desejamos.
23/02/2015 23:01 -03
Erik Dreyer via Getty Images

'Boas festas?'

Em vez de me proporcionar apenas alegria e entusiasmo, devo confessar que as luzes e papais noéis espalhados pela cidade parecem mexer com os meus sentimentos de uma forma um pouco estranha.
05/12/2014 19:23 -02