profile image

Patrícia Melo

Dramaturga, roteirista e escritora

Patrícia Melo, dramaturga, roteirista e escritora, vive na Suíça. Publicou oito títulos de ficção. Acqua Toffana, sua estreia na literatura, arrebatou elogios da crítica. Em 1999, foi incluída pela revista Time Magazine entre os 50 “Latin-American Leaders for the New Millennium”. Suas obras tiveram os direitos vendidos para Inglaterra, França, Estados Unidos, Alemanha, Itália, Espanha e China, entre outros países. Seu romance O matador foi indicado ao Prix Femina, um dos mais prestigiosos prêmios literários da França e conquistou o também francês Deux Océans. Em 2003, virou filme com o título de O homem do ano, com roteiro de Rubem Fonseca e direção de José Henrique Fonseca. Elogio da mentira, seu terceiro romance, ganhou o Deutscher Krimi Preis, na Alemanha. Inferno, seu quarto romance, ganhou o prêmio Jabuti, e Valsa negra e Mundo perdido entraram para o longlist do Internacional Impac Dublin Literary Award. Recentemente, ela ganhou o German Crime Fiction Award por Ladrão de cadáveres. Como dramaturga, escreveu A Ordem do Mundo, encenado pela atriz Drica Moraes, com direção de Aderbal Freire-Filho, e Duas mulheres e um cadáver, que teve Fernanda Torres e Débora Bloch no elenco. Atualmente, a peça está em cartaz em Hamburgo, na Alemanha.