profile image

Mariana Valente

Doutoranda na Faculdade de Direito da USP e coordenadora no InternetLab

Doutoranda em Sociologia do Direito na Faculdade de Direito da USP e Coordenadora de Pesquisa no InternetLab - Centro de Pesquisa em Direito e Tecnologia
mariko2/Flickr

Uma internet livre para tod@s?

Uma das principais razões apontadas para as opressões de gênero online, nos estudos sobre gênero e tecnologia, é a associação histórica e contemporânea entre internet e masculinidade. Emprestando dos desenvolvimentos da crítica feminista da tecnologia da década de 80, começou-se a pensar não apenas na desigualdade de acesso a determinadas formações acadêmicas e empregos - quantas notícias não temos visto sobre o baixo número de mulheres nas faculdades e empresas de tecnologia, ou sobre a baixa participação de mulheres em projetos como a Wikipédia? - , mas também no que seria o próprio caráter masculino ou patriarcal da tecnologia, como um vício de origem.
11/03/2015 15:43 -03