profile image

Itali Pedroni Collini

Economista, empreendedora, feminista, idealista-pragmática e sempre curiosa :)

Economista pela Universidade de São Paulo, criou o GENERA - Núcleo FEA de Pesquisa em Gênero e Raça, foi delegada jovem brasileira no Spring Meetings FMI e Banco Mundial, teve sua monografia sobre mulheres no mercado financeiro aceita em 3 congressos acadêmicos internacionais: AAA, EAA e IAFFE, e devido à mesma pesquisa figurou entre as Mulheres Inspiradoras de 2014 da ONG Think Olga. Atualmente, Itali atua como Analista ASG para SITAWI - Finanças do Bem, Coordenadora do GENERA, é colaboradora do podcast Mamilos, colunista para Impulso Beta e Jogo de Damas.
Fred Prouser / Reuters

Eike Batista, corrupção na esfera privada e a meritocracia que nos vendem

Quando você lia em matérias como 'Hoje homem mais rico do Brasil, Eike Batista chegou a vender seguros de porta em porta" você não imaginava o detalhe: Eike fez isso na Europa com 18 anos, por um curto período, enquanto se organizava para vir ao Brasil, dado que aos 21 no Brasil ele já era milionário. Não, ele não fez como nós, vendendo coisas (no meu caso cookie, ou bolo) para fechar o mês sem ter um networking de pai-empresário para se lançar em 'empreitadas geniais' como a exploração de ouro (e talvez de pessoas também, se você pesquisar cadeia de ouro na amazônia terá uma ideia).
30/01/2017 11:42 -02
Divulgação/Edgar Maciel/HuffPost Brasil

De Marília Mendonça a Dayse Paparoto: O feminismo espantalho

O que o feminismo faz é questionar a diferença de oportunidades como consequência da diferença de tratamento. Quando um competidor manda Dayse varrer o chão ele está subalternizando-a meramente por estar questionando a falta de atividades que o grupo impôs a ela, e essa falta de atividade vinha do fato de eles não acreditarem no trabalho dela por ela ser o que? Mulher. Se isso acontece num programa de TV não é difícil inferir que ocorra em cozinhas profissionais e impacte a carreira de chefs mulheres.
21/12/2016 10:21 -02
Divulgação

Estudantes iniciam campanha contra Homofobia no Colégio Técnico da UNICAMP

Estudei no Colégio Técnico da UNICAMP durante meu ensino médio. Lá passava meus dias inteiros, entre aulas da grade convencional e matérias do técnico em eletroeletrônica. Por ser integral as relações interpessoais e a unidade que acabava surgindo entre os alunos eram muito importantes para nós. Nessa semana tive a feliz descoberta de saber que alunos do meu saudoso COTUCA estão se mobilizando contra a punição seletiva a um casal gay, o qual a direção fez passar por conversas repressoras e ameaçou delatar a orientação sexual deles aos pais, o que pode gerar ainda mais constrangimento.
19/09/2016 16:47 -03
Reuters

Dilma Rousseff, Janaína Paschoal e a racionalidade

As mulheres possuem racionalidade, estratégia e preparação para diversas posições, e enquanto perpetuarmos tão facilmente a ideia de serem loucas ou de 'perderem o controle' estaremos reproduzindo uma concepção machista que nos prejudicou historicamente e nos prejudica diariamente no exercício de nossas profissões.
05/09/2016 14:08 -03
Reprodução/Facebook

A desigualdade de prêmios no esporte e a lógica econômica que tenta justificar a diferença

Neste junho uma foto comparativa entre os prêmios da seleção masculina de vôlei da Sérvia e a seleção feminina de vôlei do Brasil, ambas campeãs mundiais em suas modalidades, ganhou enorme repercussão nas redes sociais. Nas mãos da jogadora brasileira uma placa e o prêmio no valor de US$ 15 mil. Nas mãos do jogador sérvio uma placa e o prêmio no valor de US$ 30 mil.
29/07/2016 15:45 -03