OPINIÃO

Como são forjados os mitos políticos?

07/04/2016 18:11 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02
ASSOCIATED PRESS
President Barack Obama responds to questions at the University of Chicago Law School, where he taught constitutional law for over a decade in Chicago, Thursday, April 7, 2016. Obama discussed his nominee to the Supreme Court, Judge Merrick Garland, and continued to call on the Senate to give him a fair hearing and and up or down vote. (AP Photo/Nam Y. Huh)

Muitos analistas argumentam que a política é uma atividade eminentemente moderna, racional, e que aquelas paixões eleitorais são, acima de tudo, ideológicas e programáticas.

Nessa série de vídeos baseados na obra do historiador Raoul Girardet, eu vou demonstrar que grande parte dos discursos que integram a imaginação política das pessoas vêm das religiões, das crenças populares e da mitologia.

Sem perceber, porque é um fenômeno inconsciente, as pessoas se entusiasmam e mergulham em um universo mitológico, repleto de conspirações demoníacas, profetas anunciando a Era de Ouro e heróis prometendo conduzir o povo unido à Terra Prometida.

Esta série propõe uma reflexão original sobre os símbolos religiosos presentes nas ideologias e contribui na explicação sobre a origem de parte significativa dos ódios que têm prejudicado o debate político no Brasil.

Conheça a série Mitos e mitologias políticas

LEIA MAIS:

- Qual será o futuro da história política brasileira?

- Em tempos de crise política, Justiça e democracia existem nas redes sociais?

Também no HuffPost Brasil:

10 séries de TV para quem gosta de política