OPINIÃO

Você deveria colocar o seu parceiro antes de seus filhos

Suas crianças vão agradecer.

19/11/2017 11:54 -02 | Atualizado 20/11/2017 11:52 -02
Dimitri Otis
Com um em cada três casamentos que terminam em divórcio, este é um tópico que precisamos abordar.

Você provavelmente deve ter ficado chocada com o título deste artigo. "Como pode dizer isso?" Ouço você bufando. "Meus filhos sempre virão primeiro. Que tipo de pessoa pode colocar o parceiro antes das crianças?".

Uma pessoa inteligente, me atrevo a responder. Sim, isso é chocante e bastante conflituoso de ler. Mas, como pais, precisamos ouvir isso.

Com um em cada três casamentos que terminam em divórcio, este é um tópico que precisamos abordar. Como filha de pais que se divorciaram depois de muito anos infelizes no casamento, aprendi uma lição valiosa a partir de seus erros. O melhor presente que você dará aos seus filhos é o presente de um relacionamento sólido com seu parceiro -- pais que se amam e se adoram. E aqui está o porquê.

Seus filhos entraram em sua parceria, não o contrário.

Antes das fraldas de cocô, anos de sono interrompido, birras de crianças gritando, roupa suja que não acaba mais e contas, havia a vida AC (antes das crianças) que você compartilhava com seu parceiro. Você, muito provavelmente, dedicou horas todos os dias para alimentar esse relacionamento que floresceu em uma intimidade e devoção profunda que você pensava que nada pudesse quebrar... até chegarem os filhos.

Não se esqueça das razões pelas quais você se apaixonou por seu parceiro e quem é essa pessoa, além de ser pai. Lembre-se de quais atividades vocês costumavam fazer juntos e que os definiam como casal.

Seu relacionamento com seu parceiro será o modelo através do qual seus filhos perceberão os relacionamentos e a intimidade.

Crianças são como esponjas; elas aprendem através da observação e imitando comportamentos. As dinâmicas entre pais que têm um relacionamento forte e amoroso servirão como uma fundação sólida para uma criança aprender sobre papéis de gênero, intimidade, respeito e limites saudáveis.

Uma criança vai observar o pai adorar a mãe e desenvolver um modelo interno sobre como um homem deve tratar uma mulher. É poderoso para uma criança observar a mãe ter um forte senso de si própria dentro de seu relacionamento íntimo com o parceiro e viver de acordo com seus valores.

Como pais, a forma de lidar com o conflito e o estresse como casal, e dentro da unidade da família, serve como um poderoso modelo que a criança irá replicar quando pise no mundo. Investir no relacionamento com seu parceiro irá assegurar que suas necessidades emocionais sejam atendidas, criando um forte vínculo como casal para lidar com futuros conflitos e resolver problemas juntos como um time.

Um dia, seus filhos deixarão o ninho e você ficará sozinha com seu parceiro.

Sim, caros pais, um dia o inevitável acontecerá. Seus lindos filhos crescerão e partirão do ninho, deixando vocês completamente sozinhos com o parceiro. Sendo pais ocupados, é fácil ficar preso às exigências da criação de nossos filhos, não tendo, por isso, nenhuma energia para investir no relacionamento íntimo com nossos parceiros.

Mas relacionamentos são como contas bancárias; você faz depósitos e saques diários. Se estiver presa em um "saldo" negativo de investir cada moeda de energia nas crianças e não investir nada em seu parceiro, quando seus filhos saírem de casa, seu 'saldo bancário' estará praticamente zerado.

Se você não investir diariamente com seu parceiro, acabará com uma casa vazia. Descobrirá que está vivendo com um parceiro que sente não conhecer mais, fazendo com que ambos tenham de reconstruir a relação da estaca zero.

Como você pode investir em seu marido quando os dois estão tão exaustos por causa das exigências sem fim de criar os filhos?

A vida é equilíbrio, e estamos todos ocupados fazendo malabarismos com várias demandas ao mesmo tempo. Posso ouvir sua frustração quando diz que não tem nenhuma energia para seu parceiro. Mas permita que eu a desafie.

Se um dia estivesse dirigindo seu carro e notasse que está com pouca gasolina, você continuaria dirigindo por vários ou dias ou estacionaria e abasteceria o tanque? Acredito que pararia no posto, não importa o quão cansada ou ocupada estivesse, porque sabe que a consequência será o carro pifar em algum lado da estrada sem uma gota de gasolina. Isso se torna uma prioridade não negociável para você.

Infelizmente, é mais difícil perceber que os suprimentos de nossos relacionamentos estão se esgotando -- podemos viver em estado de negação e apenas esperar que nada dê errado. Mas, até que façamos de nosso relacionamento uma prioridade, estaremos patinando em gelo fino.

Aqui estão algumas dicas que podem ser implementadas no dia a dia:

  • Programem dez minutos todas as noites como um compromisso no celular para conversar com o parceiro e se reconectar
  • Tenham algum tipo de contato íntimo todos os dias, seja abraçando, apertando as mãos ou se acariciando
  • Escolham uma noite para saírem juntos uma vez por mês
  • Escrevam recados mútuos de agradecimento diário pelo trabalho árduo de ambos
  • Escutem um ao outro e usem linguagem positiva, sem críticas.
  • Envolvam-se em atividades que costumavam desfrutar antes de ter filhos. Isso pode ser cozinhar juntos ou assistir aos filmes favoritos quando as crianças estiverem na cama.

Nunca é tarde para começar a fazer pequenos investimentos em seu relacionamento, que trarão grandes recompensas para vocês como casal e para a família como um todo.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost Australia e traduzido do inglês.

25 selfies que mandam a real sobre a maternidade